Sem Paulinho na armação, atacantes do Corinthians têm pressão maior

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Jogador, que está de saída para o futebol europeu, atuava como volante que resgatava bola para o ataque do time paulista

Andre Penner/AP
Guerrero, atacante corintiano, pode acabar com mais responsabilidade em campo

Tite faz questão de dizer, exaustivamente, que todo o time é responsável pela criação ofensiva, assim como a marcação depende dos 11 jogadores. É inegável, no entanto, que a produção dos atacantes do Corinthians tem sido bastante deficiente, algo frequentemente mascarado pela ótima chegada de Paulinho.

Paulinho fará falta ao Corinthians? Comente com outros leitores

O volante artilheiro não está mais à disposição. Sem o camisa 8 para resgatar o seu ataque, o Timão depende de um desempenho melhor de seus homens de frente contra o São Paulo. Começa na quarta-feira a decisão da Recopa Sul-americana, no Estádio do Morumbi.

Leia também: São-paulinos elogiam Paulinho, mas esperam por ausência do meia na Recopa

No tranquilo teste da última semana, um jogo-treino contra o Audax, tudo correu bem, especialmente para o time titular. Guerrero marcou o seu gol após roubo de bola de Emerson e devolveu o favor com uma assistência para o Sheik, que voltou a balançar a rede aproveitando lançamento de Ralf.

"Vocês falam em ataque, eu falo em equipe. Se não tivesse a construção da jogada, o Guerrero não faria o gol. Se não tivesse a inversão do Ralf, o Emerson não faria o gol. Gosto de enaltecer o conjunto", afirmou Tite, que só tem uma dúvida para o confronto com o São Paulo, e ela não é no ataque.

O gaúcho espera por Paulo André, que se recupera de lesão na coxa esquerda e pode dar lugar a Chicão. A escalação do Corinthians no primeiro jogo da final será a seguinte: Cássio; Edenílson, Chicão (Paulo André), Gil e Fábio Santos; Ralf e Guilherme; Romarinho, Danilo e Emerson; Guerrero.

Leia tudo sobre: PaulinhoGuerreroTiteCorinthiansBrasileirão 2013igsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas