"Tomamos a atitude certa no momento certo", disse Fabio Koff. Substituto deve ser anunciado até segunda-feira

Fabio Koff justifica a demissão de Luxemburgo em coletiva
Lucas Uebel/Divulgação Grêmio
Fabio Koff justifica a demissão de Luxemburgo em coletiva

Depois de tantas vezes bancar a permanência de Vanderlei Luxemburgo, a direção do Grêmio , em meio à intertemporada do elenco profissional, resolver demitir o treinador. A decisão surpreendeu justamente pela convicção que o presidente Fábio Koff e o diretor de futebol Rui Costa garantiam ter no trabalho do técnico. Para Koff, problemas de relacionamento é que causaram a queda.

Comente esta notícia com outros torcedores

"Nós temos respeito pelo profissional, mas o relacionamento em determinado momento pode se desgastar ou se fortalecer, e o nosso se desgastou. Tomamos a atitude certa no momento certo. Não quero elencar todos os motivos da saída do Luxemburgo, pois são assuntos que dizem respeito somente ao Grêmio. Vários fatores colaboraram para isso, e atuação contra o São Paulo entrou na conta", explicou Koff.

O presidente gremista reiterou as palavras do diretor Rui Costa, explicando que a decisão tomada pela diretoria veio após uma profunda reflexão sobre o trabalho de Luxemburgo. Reuniões com o departamento de futebol durante a semana ajudaram Koff a decidir pela demissão do técnico, que estava no Grêmio havia um ano e quatro meses.

Leia mais : Sem Luxemburgo, Grêmio vence Caxias em jogo-treino no Olímpico

O nome do substituto ainda não foi definido, mas o Grêmio deve anunciá-lo no máximo até segunda-feira. Renato Gaúcho, que conta a admiração pessoal de Koff e trabalhou com Rui Costa no clube em 2010, é o mais cotado. Enquanto não decide quem será seu novo técnico, o auxiliar Roger assume o comando da equipe.


* Com Gazeta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.