"Daria tudo para estar no Mundial. Isto depende da minha temporada. Acho que ela será boa", avaliou o meia do time alemão

Diego é um dos destaques do Wolfsburg
Getty Images
Diego é um dos destaques do Wolfsburg

O meia Diego, do Wolfsburg, acha que ainda tem chance de jogar pela seleção brasileira na Copa do Mundo de 2014. No entanto, o jogador sabe que a concorrência é muito grande, já que o técnico Felipão poderia formar até três times competitivos, como cita o próprio atleta de 28 anos.

"Daria tudo para estar no Mundial. Isto depende da minha temporada. Acho que ela será boa. O clube contratou bem; Mas os brasileiros respiram futebol. Acho que poderiam fazer equipes A, B e C, todas de alto nível", reconheceu Diego em entrevista ao Wolfsburger Allgemeine Zeitung .

Após passar férias no Brasil, Diego voltou para a Alemanha, onde deverá permanecer nesta próxima temporada europeia. Cobiçado pelo Atlético de Madrid, o armador continuaria no País sem problemas, mas revelou que ainda sofre de amores pelo clube espanhol.

Diego esteve no Vicente Calderón por empréstimo na temporada 2011-2012, quando conquistou a Liga Europa e se tornou ídolo da torcida. "É verdade que o meu desejo continua sendo o de ir ao Atlético de Madrid. Passei um ano memorável lá, inclusive ganhando títulos", relembrou-se.

Mas, para uma transferência, os atleticanos deveriam mostrar, no mínimo, interesse. Pelo menos é o que lamenta o ex-santista. "Eles têm que decidir o que querem. Ver qual é o tamanho real do desejo. Está tudo na mão deles; Não tenho nada certo com ninguém", garantiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.