Cuca treina o Atlético-MG em campo reduzido e Gilberto Silva pede superação

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Com ida de Richarlyson ao meio-campo, Júnior César ocupou a lateral esquerda da equipe

Facebook/CAM
Gilberto Silva, defensor do Atlético-MG

O técnico Cuca orientou nesta sexta-feira, uma atividade tática com campo reduzido na Cidade do Galo, e voltou a escalar o lateral Richarlyson ocupando a vaga no meio-campo do Atlético-MG, ao lado de Josué. A mudança é forçada, já que Leandro Donizete e Pierre estão entregues ao departamento médico.

Com ida de Richarlyson ao meio-campo, Júnior César ocupou a lateral esquerda. Se Pierre não se recuperar, essa será a formação para o jogo contra o Newell’s Old Boys, pela semifinal da Libertadores.

O zagueiro Gilberto Silva, porém, afirma que neste momento de decisão tem que existir sacrifício, dando indícios que mesmo se não tiver com 100% das condições física, Pierre deverá jogar na Argentina.

"Em jogos como esse, ninguém quer ficar fora. É sacrifício e dor. Na temporada passada, joguei o segundo semestre todo lesionado e não parei em quase nenhum jogo. Nossa vida é feita de sacrifício e vivemos um momento em que todos têm que se sacrificar", declarou.

Gilberto Silva afirma que o momento exige superação. "Em uma competição como essa, você tem que transpor todas as dificuldades que você encontra. Nesse momento, as dificuldades são as lesões e os jogadores na Seleção. Então, temos que nos adaptar e ir superando no dia a dia para que a gente possa ter o melhor conjunto até o momento da partida", disse.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas