O clube do Parque São Jorge começou a treinar para a final da Recopa uma semana antes do São Paulo

Denílson, volante do São Paulo
Vipcomm
Denílson, volante do São Paulo

O São Paulo voltou aos treinos na última segunda-feira, sete dias depois do Corinthians, adversário tricolor na Recopa Sul-Americana. No entanto, para o volante Denilson, esse período a mais que o rival alvinegro teve para se preparar não será decisivo na final do torneio. As declarações foram concedidas nesta quinta-feira, em entrevista coletiva no CT de Cotia.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Descansamos por dez dias, mas todo o grupo estava sempre fazendo alguma atividade. Eu mesmo estava dando uma corridinha na terra do meu pai . Acredito que isso não vá fazer diferença nenhuma, porque são dois jogos importantes", afirmou, se referindo às duas partidas que decidirão o campeão.

São Paulo e Corinthians venceram respectivamente na última temporada a Sul-americana e a Libertadores, o que os classificou para esta edição da Recopa. A rivalidade histórica entre as duas equipes, que se tornou ainda mais intensa nos últimos anos, será um ingrediente extra durante os dois confrontos, embora não o principal, na visão do próprio Denilson.

Leia mais: Paulo Miranda tem fratura confirmada e está fora da final

"Esses jogos terão um gostinho a mais. Mas, independentemente do time que vamos enfrentar, é uma Recopa. Estamos fazendo tudo para começar o segundo semestre com o pé direito, até porque não fomos bem no primeiro", admitiu.

O São Paulo foi eliminado nas oitavas de final da Libertadores, depois de se classificar de maneira sofrida e ser goleado por 4 a 1 pelo Atlético-MG no jogo derradeiro do mata-mata. No Paulista, caiu na semifinal para o próprio Corinthians, nos pênaltis.

Os dois rivais paulistas voltam a ficar frente a frente no dia 3 de julho, no Morumbi, onde será disputado o primeiro jogo da Recopa. A partida de volta está marcada para o dia 17, no Pacaembu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.