Meia foi negociado com o futebol dos Emirados Árabes e avançou Renato no time do Botafogo

A negociação do meia Fellype Gabriel com o futebol dos Emirados Árabes Unidos deixou o meio-campo do Botafogo com uma importante lacuna. Isso porque o jogador era considerado fundamental para fazer funcionar o esquema do técnico Oswaldo de Oliveira.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo
Carlos Moraes / Agência O Dia
Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo

O treinador, então, passou a ter a missão de procurar um substituto e começou a trabalhar nisso na manhã desta quarta-feira, quando comandou um coletivo em Moça Bonita, campo do Bangu, no Rio de Janeiro (RJ). O local foi escolhido porque o Engenhão segue interditado por conta de problemas em sua estrutura, enquanto que General Severiano, onde o plantel vinha trabalhando, tem um campo com dimensões abaixo dos padrões da Fifa, o que o torna pouco interessante para receber coletivos.

No treino ficou visível que Renato foi o escolhido pelo comandante para desempenhar a função de Fellype Gabriel. Ele formou um trio de volantes com Marcelo Mattos e Gabriel, que ficaram mais presos na marcação. Existe, porém, a preocupação em saber se Renato terá condições de desempenhar bem as funções de Fellype Gabriel, uma vez que já é veterano e o atleta negociado era conhecido pelo fato de conseguir proteger bem a defesa e chegar ao ataque.No treino, Andrezinho também trabalhou entre os titulares, mas não fez as funções de Fellype Gabriel. Ele foi escalado no posto de Lodeiro, que está servindo à seleção uruguaia na disputa da Copa das Confederações. Andrezinho, por sinal, deixou o gramado reclamando de fortes dores no músculo adutor da coxa direita e vai se submeter a exames mais detalhados, embora, em um primeiro momento, seu caso não tenha gerado grandes preocupações no departamento médico. Na atividade ele foi substituído por Vitinho.

O lateral direito Lucas, reclamando de fortes dores na coxa direita, foi preservado. Assim, Gilberto, revelado nas categorias de base do Alvinegro, treinou entre os titulares, já que Edílson, o substituto imediato de Lucas, continua no departamento médico cuidando de lesão na coxa esquerda. O zagueiro Dória, pretendido por alguns clubes europeus e que estava com a Seleção Brasileira sub-20, treinou entre os titulares, compondo a zaga com Bolívar. A dupla foi a titular no Campeonato Carioca, conquistada pelo Glorioso. O zagueiro Antônio Carlos, se recuperando de estiramento muscular na coxa direita, ficou fazendo trabalho físico. O goleiro Renan ocupou a vaga de Jéfferson, que está com a Seleção Brasileira na Copa das Confederações.

Assim, Oswaldo montou o time titular com Renan, Gilberto, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Renato, Andrezinho (Vitinho) e Seedorf; Rafael Marques. Os titulares perderam por 4 a 2. O atacante Elias, contratado junto ao Resende, onde se destacou no Campeonato Carioca, marcou dois gols, com Bruno Mendes e Sassá completando o marcador para os reservas e Dória e Seedorf, cobrando pênalti, descontando para o time principal. Por conta do baixo desempenho da equipe, alguns torcedores vaiaram os atletas e foram interpelados por Oswaldo de Oliveira, se acalmando em seguida.

Nesta quinta-feira o elenco vai trabalhar em tempo integral e na sexta-feira a atividade acontecerá apenas na parte da manhã. No sábado o Glorioso participa de um jogo-treino contra o Audax, que disputou o Campeonato Carioca, em Moça Bonita. A atividade será a última com cara de jogo antes da partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil, diante do Figueirense, no dia 3 de julho, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). Pelo Campeonato Brasileiro o time volta a atuar dia 7 de julho, contra o Fluminense. Fora de campo a diretoria conseguiu pegar um empréstimo e vai quitar nos próximos dias os salários atrasados dos jogadores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.