Atacante estreou pelo Palmeiras em 24 de março de 2010, ainda sob comando do treinador Antônio Carlos Zago

Criado nas categorias de base do Palmeiras , o atacante Vinicius chegou ao profissional do time alviverde ainda inexperiente, em 2010, aos 16 anos. Agora com maior bagagem no futebol e um dos jogadores de confiança do treinador Gilson Kleina, o camisa 19 defendeu a possibilidade de o clube paulista emprestar jovens atletas durante o segundo semestre deste ano.

Vinicius elogia Mendieta e projeta parceria com Valdivia

Vinicius, atacante do Palmeiras
Piervi Fonseca/Agif/Gazeta Press
Vinicius, atacante do Palmeiras

"Às vezes é até melhor ser emprestado. Querendo ou não, são poucos que já jogaram aqui. Além disso, os que entraram em campo atuaram por poucos minutos. Pode ser melhor, o atleta pega ritmo de jogo e experiência. É benéfico para todo mundo", explicou.

Vinicius estreou pelo Palmeiras em 24 de março de 2010, ainda sob comando do treinador Antônio Carlos Zago. Na sequência, perdeu espaço com Luiz Felipe Scolari e quase foi negociado com a Udinese, da Itália, mas problemas entre o clube e seus empresários impediram a transação. Com Gilson Kleina, porém, voltou a ser aproveitado mais frequentemente.

Ao todo, Vinicius disputou 82 partidas pelo time alviverde e marcou quatro gols. Em 9 de março de 2011, o atacante balançou as redes pela primeira vez na equipe profissional e se tornou o segundo atleta mais novo a marcar um gol pelo Palmeiras, tendo 17 anos, 7 meses e 6 dias. Mazzola, com 17 anos, 6 meses e 5 dias, é o recordista.

Atualmente, Gilson Kleina conta com mais de 40 jogadores para a sequência da temporada. A expectativa é de que alguns atletas sejam emprestados. Os zagueiros Luiz Gustavo e Marcos Vinícius, o volante João Denoni e o meio-campista Diego Souza são alguns dos mais cotados. Mais experiente, o atacante Maikon Leite também deve deixar o clube.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.