Oswaldo de Oliveira é acusado de agredir sua sogra e um menor de idade

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

A esposa do treinador do Botafogo, Jennifer Setti, prestou depoimento em seguida e deu a mesma versão do marido, negando a agressão.

Carlos Moraes / Agência O Dia
Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo

O técnico do Botafogo, Oswaldo de Oliveira, compareceu na noite dessa quinta-feira à 42ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro, na zona oeste da cidade, onde respondeu sobre uma suposta agressão à sogra e a um menor de idade, que não teve a identidade revelada. A informação foi divulgada só nesta sexta-feira e confirmada pela Polícia Civil.

Botafogo paga um mês de salários atrasados e jogadores comemoram

O delegado Carlos Henrique Oliveira ouviu primeiro Oswaldo, que negou as acusações, e as duas supostas vítimas, que teriamtentado extorquir R$ 50 mil do técnico. A sogra do treinador e o menor de idade se recusaram, no entanto, a passar pelo exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal. A esposa do treinador, Jennifer Setti, prestou depoimento em seguida e deu a mesma versão do marido, negando a agressão.

Segundo a assessoria da Polícia, o caso teria acontecido há cerca de 15 dias e agora será encaminhado para o departamento responsável por agressões domésticas. O motivo da demora na realização do depoimento não foi informado.

Na quinta e nesta sexta-feira, Oswaldo trabalhou normalmente, comandando os treinos do Botafogo no CT João Saldanha. No final de semana, a equipe alvinegra e o treinador ganham folga.

Leia tudo sobre: oswaldo de oliveirabotafogo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas