De acordo com o treinador, que já trabalhou com o jogador no Grêmio, a primeira coisa a fazer é devolvê-lo para a sua posição de origem

Mano é apresentado como técnico do Flamengo
Fabio Castro/Agif/Gazeta Press
Mano é apresentado como técnico do Flamengo

Apresentado na manhã desta segunda-feira, na Gávea, o técnico Mano Menezes já sabe o que fazer com o meia Carlos Eduardo, que, contratado por empréstimo no início desta temporada, ainda não se firmou e é um dos mais criticados pela impaciente torcida do Flamengo.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

De acordo com o treinador, que já trabalhou com o jogador no Grêmio, a primeira coisa a fazer é devolvê-lo para a sua posição de origem. "Ele não é o camisa 10, que joga à frente dos volantes. Ele sempre foi o 11. Jogando como atacante, ele tem tudo para voltar a ser diferenciado", analisou.

Relembrando-se da dupla de ataque gremista em 2007, formada por Tuta e Carlos Eduardo, Mano Menezes afirmou que a centralização do atleta foi um dos erros de Jorginho, ex-comandante. "Ele está fisicamente bem, mas a visão que se passou dele quando chegou foi um pouco equivocada".

Leia mais: Mano admite pressão na apresentação, mas receita ânimo ao Flamengo

Emprestado pelo Rubin Kazan, da Rússia, Carlos Eduardo só saiu do seu auge depois de trocar Hoffenheim pelo clube da Tartária, na visão do gaúcho. "Ele tomou a decisão de ir para o Rubin Kazan, que, na minha opinião, foi discutível em termos futebolísticos. Lá ele sofreu lesões e voltou ao Brasil", comentou.

A partir desta terça, Mano Menezes, responsável pela promoção de Carlos Eduardo entre 2006 e 2007, voltará a ter contato com o meia. No último dia 5 de junho, a derrota para o Náutico, em casa, fez com que alguns torcedores rubro-negros pichassem muros da Gávea pedindo a saída do atleta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.