Diretor do Cruzeiro diz que Martinuccio está encaminhado e nega novos reforços

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Mesmo fora de grande parte dos jogos do time por conta de lesão, é considerado fundamental no planejamento do clube para a temporada

Vipcomm
Martinuccio, meia do Cruzeiro

Em intertemporada durante a pausa para a Copa das Confederações, o Cruzeiro vai aos Estados Unidos na próxima semana para disputar uma série de amistosos com equipes norte-americanas. Antes da viagem, a diretoria tenta resolver a situação do argentino Martinuccio

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Em quase um ano, o meia realizou apenas 13 partidas pelo Cruzeiro, marcando quatro gols. Mesmo fora de grande parte dos jogos do time por conta de lesão, é considerado fundamental no planejamento da Toca da Raposa para o restante do ano. Por isso, o clube tem buscado a renovação de seu empréstimo com o Fluminense.

Com 20% de seus direitos ligados ao clube, o contrato do argentino se encerra no dia 30 de junho. O time mineiro detém ainda uma opção de compra de 2,5 milhões de euros pelos 55% dos direitos do atleta que correspondem ao tricolor carioca.

Segundo o diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, o acerto está perto de ser atingido: "Estamos trabalhando, é uma situação que deve se solucionar em breve e tem tudo para caminhar bem. Quando tiver alguma coisa, o clube vai se pronunciar oficialmente".

Se neste primeiro semestre o Cruzeiro já contratou 17 jogadores, perguntado sobre outros negócios além da renovação de Martinuccio, Matttos afirmou que a equipe não tem nenhuma contratação em andamento: "Não tem contratação para o segundo semestre. Está tudo dentro do planejamento, que já vem sendo feito há muito tempo".

Mesmo sem ter nenhum jogador à vista, o diretor ressaltou que o clube não está alheio às possíveis oportunidades que o mercado apresente: "Como sempre, o Cruzeiro não pensa só no momento, o clube está se planejando há muito tempo. Começou há um tempo. Estamos finalizando o que temos que finalizar, e o que não for interessante, a gente vai estudar e vamos nos movimentar caso precisemos de uns ajustes".

Leia tudo sobre: cruzeiro

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas