Chegadas de reforços promete esquentar disputa no ataque do Vasco

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Quem não deve fazer parte desta disputa é Romário, revelado nas categorias de base do clube e que está sendo negociado com o futebol do exterior

Aos poucos a diretoria do Vasco vai conseguindo, apesar das dificuldades financeiras, reforçar o elenco para a disputa da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta, o clube deve oficializar a contratação do atacante Reginaldo, de 29 anos, que estava defendendo o Siena-ITA e que fez toda a sua carreira no futebol italiano, defendendo equipes como Fiorentina e Parma.

Rafael Vaz é apresentado no Vasco e se define como zagueiro "muito técnico"

Com a chegada do jogador, que diz ter características parecidas com às do holandês Robben e de Emerson Sheik, a disputa por no ataque vascaíno começa a ganhar corpo e se tornar acirrada. Isso porque a principal contratação para a temporada também integra o setor. Trata-se de André, centroavante que estava no Santos. Outro que promete dar trabalho é Edmilson, ex-Palmeiras. Além deles, o clube contra com Eder Luis e Tenorio, até então considerados titulares absolutos antes dos reforços, e Leonardo, que segue no departamento médico.

Marcelo Sadio/vasco.com.br
André em sua apresentação no Vasco

Neste cenário, quem tem a lucrar com o "problema" é o técnico Paulo Autuori. Já os jogadores sabem que a competição será acirrada, mas tratam o tema com tranquilidade.

"O Vasco precisa de um grupo forte, de jogadores que estejam dispostos a pensar no coletivo para ajudar o clube a fazer uma bela campanha no Campeonato Brasileiro e conseguir os objetivos traçados. Independentemente de quem jogar, a disputa precisa ser sadia e todos aqui se respeitam", afirma o equatoriano Tenorio.

"Algumas vezes tivemos que jogar no sacrifício porque não havia opções e hoje temos essas opções, algo sadio e importante para o clube, que não pode depender de um ou outro jogador", concorda Eder Luis.

Quem não deve fazer parte desta disputa é Romário, revelado nas categorias de base do clube e que está sendo negociado com o futebol do exterior. A China é o destino mais provável do atacante.

Dentro de campo o elenco realizou mais um treino na manhã desta quinta no Centro de Treinamentos da Marinha (Cefan), uma vez que São Januário está cedido para as seleções treinarem para a Copa das Confederações. Os reservas foram a campo, enquanto os titulares ficaram na academia. A grande atração foi a visita do meia Allan, que foi rever os companheiros e foi muito festejado. O jogador, que atuou como lateral direito na Colina, foi negociado no meio do ano passado com a Udinese.

Nesta sexta, o elenco volta a trabalhar na parte da manhã e a expectativa da diretoria é agendar um jogo-treino para a manhã de sábado contra o América-RJ. O Vasco volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro no dia 7 de julho, quando visita o Internacional.

Leia tudo sobre: vascobrasileirão 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas