Nas primeiras cinco rodadas do Brasileiro, o Criciúma obteve duas vitórias e perdeu em três ocasiões, chegando a seis pontos, um abaixo da meta do treinador

Acostumado a estipular metas a curto prazo para suas equipes, o técnico Vadão já liga o alerta após o Criciúma não ter atingido o primeiro objetivo estipulado por ele para o início do Campeonato Brasileiro: somar sete pontos em cinco rodadas.

Segundo os cálculos de Vadão, o Criciúma precisa somar um total de 45 pontos durante as 38 rodadas do Brasileirão para atingir seu objetivo principal: não correr o risco de rebaixamento. Para isso, ele definiu uma série de nove pequenos torneios de quatro ou cinco jogos cada, nos quais o time tem que conquistar pelo menos cinco ou sete pontos, respectivamente.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Neste primeiro ciclo, o Criciúma obteve duas vitórias e perdeu em três ocasiões, chegando a seis pontos, um abaixo da meta, e permanecendo na décima colocação. Buscando melhorar o aproveitamento da equipe no torneio, Vadão já pensa em compensar o déficit de pontos na volta do Campeonato Brasileiro, após a pausa para a Copa das Confederações.

"Teremos cinco dias de folga e depois recomeçaremos os treinamentos. Vamos mesclar treinos físicos com treinos táticos, além de amistosos. Na volta, já teremos todos os jogadores à disposição. Temos que buscar em algum momento esse ponto que ficou faltando, temos que buscar uma meta que ultrapasse o mínimo razoável", analisou o treinador.

O Criciúma só volta a jogar pelo Brasileirão no dia 6 de julho, quando viaja para Belo Horizonte, onde enfrentará o Atlético-MG, no Estádio Independência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.