Volante lamentou o resultado, que deixou a equipe longe do objetivo traçado pelo técnico Tite

Guilherme escapa da marcação e chuta ao gol da Portuguesa, no jogo deste sábado
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Guilherme escapa da marcação e chuta ao gol da Portuguesa, no jogo deste sábado

Hostilizado pela torcida da Portuguesa (clube do qual saiu de forma conturbada), o volante Guilherme não conseguiu ajudar o Corinthians a alcançar mais do que um empate por 0 a 0 neste sábado, no Pacaembu. O resultado deixou o seu time com 6 pontos no Campeonato Brasileiro, bem distante do que o técnico Tite queria.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Ficamos longe do que planejávamos para antes da parada do campeonato ( por causa da Copa das Confederações ), infelizmente. O empate não era o que esperávamos. Paciência", comentou Guilherme, tentando se conformar.

Assim como seus companheiros, o volante usou o grande volume de jogo do Corinthians nesta noite para rebater as críticas pela má atuação. A equipe de Tite atacou de forma desordenada, com Ralf improvisado como zagueiro e com o meia Ibson estreando prematuramente, e acertou duas vezes a bola na trave no final da partida.

Veja mais: Tranquilo como Pato, Tite espera astro com 'a cara do Corinthians'

"O time da Portuguesa foi bem, sabendo se defender. Tivemos um desempenho abaixo do nosso normal no primeiro tempo, mas tentamos chegar ao gol de todas formas no segundo. Até houve as bolas na trave. Saímos do jogo com um empate com gosto de derrota", definiu Guilherme.

O Corinthians agora terá quase um mês para se reajustar para o seu próximo compromisso no Campeonato Brasileiro. O confronto com o Bahia , na Arena Fonte Nova, será em 7 de julho. "Precisaremos buscar pontos fora de casa para compensar os que perdemos no Pacaembu", conscientizou-se o goleiro Cássio.

* Com Gazeta Esportiva


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.