Com mais dois lesionados, Tite cobra reforma em calendário de jogos

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Alessandro e Paulo André deixam jogo contra a Portuguesa no primeiro tempo e técnico do Corinthians protesta contra maratona de jogos

Dois jogadores acostumados ao departamento médico do Corinthians voltaram a se lesionar neste sábado, no empate sem gols com a Portuguesa, no Pacaembu. Irritado por perder o lateral direito Alessandro e o zagueiro Paulo André ainda no primeiro tempo da partida, o técnico Tite aproveitou a ocasião para protestar.

Corinthians joga mal mais uma vez e fica no 0 a 0 com a Portuguesa no Pacaembu

"Enquanto o nosso calendário for assim, não posso chorar quando os jogadores se machucam. Os Paulo André e Alessandro da vida continuarão a estourar. Não dá para ter um intervalo de menos de 72 horas entre uma partida e outra. O responsável pelo calendário também deveria pensar na saúde dos atletas", cobrou o treinador.

Leia também: Ibson cita inatividade para valorizar estreia pelo Corinthians

Tite estendeu o protesto em boa parte de sua entrevista coletiva. Segundo ele, o excesso de jogos é o principal motivo para a notória queda de rendimento do time que foi campeão mundial em 2012. Atualmente, ele já estava sem contar com o meia Renato Augusto e o lateral direito Edenílson por motivos de contusão.

Alex domina a bola durante a vitória que levou o Coritiba à liderança do Brasileirão. Foto: Gazeta PressCom gol de Deivid, Coritiba bateu o Náutico e voltou à liderança do Brasileirão. Foto: Gazeta PressCom dois de Ronaldinho Gaúcho, Atlético-MG bateu o Grêmio e venceu a primeira no Brasileiro. Foto: Gazeta PressCom dois de Ronaldinho Gaúcho, Atlético-MG bateu o Grêmio e venceu a primeira no Brasileiro. Foto: Gazeta PressVitória sobre o Goiás deixou o Flu em condição de virar líder antes da parada no Brasileirão. Foto: PhotocameraAbel Braga mostra nervosismo durante a vitória do Fluminense sobre o Goiás. Foto: PhotocameraVitória sobre o Goiás deixou o Flu em condição de virar líder antes da parada no Brasileirão. Foto: PhotocameraVitória venceu o Atlético-PR e assumiu a vice-liderança do Brasileirão. Foto: Gazeta PressVitória venceu o Atlético-PR e assumiu a vice-liderança do Brasileirão. Foto: Gazeta PressVeterano Seedorf marcou o primeiro gol do Botafogo contra a Ponte Preta. Foto: Gazeta PressBotafogo bateu a Ponte Preta fora de casa e assumiu a liderança do Brasileirão. Foto: Gazeta PressIbson fez sua estreia pelo Corinthians apenas dois dias depois de ser apresentado. Foto: Gazeta PressAlexandre Pato lamenta empate sem gols do Corinthians com a Portuguesa. Foto: Gazeta PressZagueiro Paulo André disputa a bola no jogo contra a Portuguesa. Foto: Gazeta PressCorinthians e Portuguesa empataram sem gols no Pacaembu. Foto: Gazeta PressBahia saiu na frente, mas Vasco empatou com gol de Carlos Alberto de pênalti. Foto: Gazeta PressJogadores do Flamengo comemoram um dos gols na vitória fora de casa contra o Criciúma. Foto: Gazeta PressJaime Oliveira foi o técnico interino do Flamengo durante a partida contra o Criciúma. Foto: Gazeta PressCruzeiro e Inter jogaram em Sete Lagoas e ficaram no empate por 2 a 2. Foto: Gazeta PressCruzeiro e Inter jogaram em Sete Lagoas e ficaram no empate por 2 a 2. Foto: DivulgaçãoCruzeiro e Inter jogaram em Sete Lagoas e ficaram no empate por 2 a 2. Foto: Divulgação

"Agora, contra a Portuguesa, fiquei sem um jogador específico da lateral direita para utilizar depois que o Alessandro se machucou. A passagem pelos lados foi prejudicada, até porque pela esquerda tínhamos um garoto (Igor), que ainda está se firmando. Apressamos também a estreia do Ibson", lamentou.O técnico até não abafou uma polêmica quando questionado se uma suposta má vontade para alterar os jogos do Corinthians no calendário nacional seria motivada pela inimizade do ex-presidente Andrés Sanchez com os atuais mandatários da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

"Não sei. Tenho a minha opinião formada, mas não posso falar", declarou Tite, antes de refazer o seu apelo. "Se pedissem para eu colocar o meu nome em um abaixo assinado para proibir jogos após menos de 72 horas de descanso, eu assinaria na hora. Sei como a saúde dos atletas é importante."

Tite terá tempo para recuperar e descansar atletas depois de mais uma atuação ruim do Corinthians no Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso oficial do seu time será apenas em 3 de julho, contra o rival São Paulo, pela Recopa Sul-americana. Segundo ele, a pausa para a realização da Copa das Confederações é mais importante do que dar ritmo de jogo ao time antes da final.

Lamentação
Um dos machucados do Corinthians da noite estava cabisbaixo com mais uma contusão. "Acho que o meu músculo abriu. Senti uma estilingada na hora. Não sou capacitado para dizer se está havendo algum problema se preparação. O que está pesando um pouco mesmo é o desgaste do início da temporada", afirmou o zagueiro Paulo André.

Leia tudo sobre: TiteAlessandroPaulo AndréCorinthiansbrasileirão 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas