Diretor do Arsenal admite que pode tirar Rooney do rival Manchester United

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Vinculado ao Manchester United até 2015, o atacante está insatisfeito com o tratamento que recebeu durante esta temporada e planeja ser negociado nos próximos meses

Nigel Roddis/ Reuters
Rooney, atacante do Man United

Sem conquistar um título desde 2005, o Arsenal deve realizar grandes investimentos nesta janela de transferências do futebol europeu. Nesta sexta-feira, o diretor geral do clube londrino, Ivan Gazidis, destacou que a equipe vive bom momento financeiro e não descartou tentar contratar o atacante Wayne Rooney, do Manchester United.

Empresário nega interesse de Chicharito Hernández deixar o Manchester United

"É claro que podemos fazer isso. Nós podemos ir além disso. Se Arsene Wenger deseja contratar grandes jogadores, é assim que faremos. O fato é que subimos um patamar financeiro nesta temporada. É algo que planejamos há muito tempo", completou.

Vinculado ao Manchester United até 2015, Rooney está insatisfeito com o tratamento que recebeu durante esta temporada e planeja ser negociado nos próximos meses. O Paris Saint-Germain, apoiado pelo grupo Qatar Sports Investiment (QSI), é o grande favorito na disputa pelo atacante. Entretanto, o Arsenal deve dificultar as negociações do clube francês.

A imprensa inglesa especula que o Manchester United aceite vender Rooney por 25 milhões de euros (aproximadamente R$ 70,5 milhões). Além disso, a nova equipe do atacante precisaria bancar salário de 200 mil libras (cerca de R$ 663,1 mil) semanais. O Arsenal, com orçamento estimado de R$ 994,7 milhões, estaria disposto a arcar com os valores.

Manchester City anuncia contratação do volante Fernandinho

"Devemos ser capazes de competir em um nível como um clube como o Bayern de Munique", explicou. "Eu não estou dizendo que nós já estamos nesse patamar. Temos um caminho a percorrer antes que possamos nos colocar no mesmo nível", encerrou.

Atrapalhado por alguns problemas físicos ao longo desta temporada, o camisa 10 marcou 12 gols em 27 partidas no Campeonato Inglês. Na Liga dos Campeões da Europa, competição na qual o Manchester United foi eliminado pelo Real Madrid nas oitavas de final, Rooney balançou a rede uma vez em seis jogos.

Já o Arsenal, treinado por Arsene Wenger desde 1996, viveu seu auge entre 2001 e 2004, quando conquistou o bicampeonato inglês, duas edições da Copa da Inglaterra e da Supercopa da Inglaterra. No entanto, a equipe caiu de rendimento com a saída de jogadores importantes, como Bergkamp, Vieira, Pires e Fábregas, e acumula jejum de quase oito anos sem títulos.

Leia tudo sobre: arsenalmanchester unitedinglaterrafutebol mundialrooney

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas