Técnico deixou o cargo após perder em Campinas para o Atlético-PR por 4 a 3

Guto Ferreira deixou a Ponte Preta
Facebook/Ponte Preta
Guto Ferreira deixou a Ponte Preta

A Ponte Preta anunciou na tarde desta quinta-feira a demissão de Guto Ferreira. O técnico já vinha balançando no cargo desde o mês passado e acabou tendo sua saída confirmada após a derrota por 4 a 3 para o Atlético-PR , sofrida na última quarta-feira, jogando em casa.

Comente esta notícia com outros torcedores

"Agradecemos muito ao Guto pelo trabalho que realizou, em especial no Campeonato Paulista, quando registrou marcas inéditas com a Ponte e conquistou o Troféu do Interior. No entanto, conversamos e chegamos à conclusão que é o momento de mudar o comando, com o objetivo de promover uma oxigenação na equipe", afirmou o executivo de futebol Ocimar Bocilenho.

Guto Ferreira dirigiu a Ponte Preta em 41 partidas, conquistando 19 vitórias, 11 empates e 11 derrotas, um aproveitamento de 55%. Em entrevista ao site oficial da Macaca, o treinador exaltou a temporada que passou no clube.

"Tenho que agradecer à ótima passagem pela Ponte e em especial aos atletas, a todos os profissionais que trabalharam comigo, aos dirigentes e à torcida. Saio satisfeito porque conquistamos nosso primeiro objetivo, de no ano passado manter a equipe na Série A, e porque queríamos conquistar um título e conseguimos o Troféu do Interior. Desejo boa sorte a todos", afirmou.No jogo deste sábado, contra o Botafogo, a Ponte Preta será comandada interinamente pelo técnico dos juniores, Zé Sérgio. "Não há no momento um nome definido para ocupar o cargo deixado por Guto. Iremos avaliar com cuidado para tomar uma decisão acertada", disse Bolicenho

Guto Ferreira foi o quarto técnico a ser demitido neste Campeonato Brasileiro. Muricy Ramalho (Santos), Silas (Náutico) e Jorginho (Flamengo) já haviam caído até esta quinta-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.