Derrota no Morumbi revolta torcida, e são-paulinos se eximem de culpa

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Um dos alvos dos protestos dos torcedores, técnico Ney Franco diz entender as manifestações, mas não se vê como problema do clube do Morumbi

Os torcedores do São Paulo que compareceram ao Morumbi nesta quarta-feira ficaram revoltados com a derrota diante do Goiás por 1 a 0. Ainda durante o segundo tempo da partida, vaiaram o time e mostraram-se impacientes com o técnico Ney Franco ao gritarem o nome de Muricy Ramalho, recém-demitido do Santos. Além disso, pediram a saída de Juvenal Juvêncio da presidência do clube. Depois, protestaram nominalmente em frente o portão principal do estádio contra alguns jogadores que acabaram sendo poupados no decorrer dos 90 minutos.

Você acha que as críticas da torcida do São Paulo ao time são justas? Comente

Fernando Dantas/Gazeta Press
Torcida do São Paulo protesta contra o time no Morumbi

O atacante Luis Fabiano e o zagueiro Lúcio, considerados dois dos líderes do elenco, foram uns dos focos dos torcedores. O lateral esquerdo Juan, recém-reintegrado ao grupo, e o volante Denilson também foram lembrados pelos torcedores. Juvenal Juvêncio, que já havia sido alvo das manifestações dentro do estádio, foi fortemente criticado mais uma vez.

Ney Franco diz entender e respeitar a impaciência dos torcedores, fruto não só da derrota desta quarta-feira como das eliminações no Paulistão e na Libertadores. Ele deixa claro, no entanto, que não se vê como culpado pelos recentes fracassos. 

"Se sentir que estou impedindo o sucesso do time, sou o primeiro a pedir o boné, não quero atrapalhar. Mas acho que treinador não é o problema. É uma opinião minha. Quando há insucessos, é um pouco de cada coisa. Agora, o cargo é do clube. Tenho firmeza de continuar no cargo, mas não sou eu que tomo a decisão", disse o comandante são-paulino.

Quem também se exime de culpa é Juan. O jogo nesta quarta-feira foi apenas o segundo do lateral-esquerdo desde que foi reintegrado ao elenco, após seis meses sem atuar. "Quando o resultado não vem, sobra para alguém. Mais uma vez, sobrou para mim. Queria entender qual o problema da torcida comigo. Eu me esforço, luto. Sei que não estou 100%, que eu posso render mais, mas time grande é assim, tem pressão", declarou.

Apesar da derrota, o São Paulo é um dos seis times que dividem a liderança do Campeonato Paulista, com sete pontos conquistados em quatro rodadas. Vale lembrar, no entanto, que o Fluminense pode assumir a ponta se vencer o duelo desta quinta-feira, contra o Coritiba.

O próximo compromisso do São Paulo no Brasileirão será apenas daqui a uma semana, contra o Grêmio, em Porto Alegre.

Veja imagens dos jogos desta quarta-feira pelo Brasileirão

Junior Urso disputa a bola com Edinho no Couto Pereira. Foto: Agif/Gazeta PressAlex, do Coritiba, e Diguinho, do Fluminense, em ação no Couto Pereira. Foto: Agif/Gazeta PressDagoberto marcou o gol da vitória do Cruzeiro. Foto: Washington Alves/VIPCOMMEmerson Sheik tenta proteger a bola da marcação de Bruno Rodrigo. Foto: Washington Alves/VIPCOMMElano comemora gol do triunfo gremista diante do Vitória pelo Brasileirão. Foto: Gazeta PressLeandro Donizete tenta proteger a bola da marcação vascaína. Foto: Fabio Castro/Agif/Gazeta PressPedro Ken sobe para fazer o cabeceio em ataque do Vasco. Foto: Fabio Castro/Agif/Gazeta PressO veterano Paulo Baier não perdoou e fez o gol de empate para o Atlético-PR em Campinas. Foto: Denny Cesare/Agif/Gazeta PressChiquinho corre para festejar o gol da Ponte Preta no Moisés Lucarelli. Foto: Denny Cesare/Agif/Gazeta PressO argentino Cañete comemora o gol de empate da Lusa diante do Inter. Foto: DJALMA VASSÃO / Gazeta PressRogério Ceni pula, mas não consegue defender a cabeçada do zagueiro Rodrigo, do Goiás. Foto: FERNANDO DANTAS / Gazeta PressJogadores do Goiás cumprimentam Rodrigo após ele marcar diante do São Paulo, logo aos dois minutos do primeiro tempo. Foto: FERNANDO DANTAS / Gazeta PressLuís Fabiano não consegue superar o goleiro Renan, do Goiás, e desperdiça chance para o São Paulo. Foto: FERNANDO DANTAS / Gazeta PressRafael Moura festeja o gol marcado para o Internacional diante da Lusa, no Canindé. Foto: MIGUEL SCHINCARIOL / Gazeta PressDiogo, atacante da Portuguesa, lamenta chance desperdiçada diante do Inter, no Canindé. Foto: DJALMA VASSÃO / Gazeta PressJoão Vítor comemora o primeiro gol do Criciúma diante do Santos. Foto: DEZA BERGMAN/Gazeta Press


Leia tudo sobre: São PauloBrasileirão 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas