Cotado para ser titular, Fernandinho vira meia para ficar no Palmeiras

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Lateral-esquerdo de origem, Fernandinho agradou como meia na vitória diante do Avaí e pode ganhar mais chances na posição

Gazeta Press
Fernandinho, lateral do Palmeiras

Contratado há mais de um ano como lateral esquerdo, Fernandinho pediu para ser meia e agradou tanto na função em sua volta aos campos, na vitória sobre o Avaí dessa terça-feira, que pode ser titular do Palmeiras neste sábado, contra o Sport. E quer se fixar na posição, ampliando suas chances de renovar o contrato que acaba em 31 de julho.

Leia mais: Kleber passa por infiltração e não deve mais jogar pelo Palmeiras

"É uma posição em que renderei muito mais. O Gilson (Kleina) passou para mim que me utilizará como meia", disse o jogador, que estava sem atuar desde agosto por conta de uma cirurgia no joelho esquerdo, mas ganhou muitos elogios de seu treinador por seu desempenho na partida de sua volta.

Kleina escalou o time no 4-3-3 e não gostou do desempenho de Tiago Real como armador, já que o meia errou muitos passes e pouco criou perigo, embora tenha mostrado disposição. O treinador entendeu que o camisa 23 é útil mais pelos lados do campo do que na função de armar, que pretende passar para Fernandinho.

"Temos que colocar um jogador para articular entre os volantes e os zagueiros adversários. Posicionamos o Tiago dessa forma, mas ele é de outra característica. Precisávamos de alguém que pisasse na bola e fizesse os laterais jogarem. E ganhamos o Fernandinho para isso", comemorou o treinador.Kleina usou Fernandinho como meia em 2005, no Cianorte, e o jogador que chegou como lateral esquerdo não esconde que se sente mais à vontade na armação. "Na verdade, a minha posição de origem é a de meia, passei a jogar como ala em 2008. O Felipão me deu a chance de jogar como meia e, infelizmente, aconteceu a lesão. Agora, posso voltar a atuar nesta posição", lembrou.

"Na lateral, tenho que marcar muito mais. No meio-campo, posso ficar mais à vontade. Quando a bola chega a mim, tenho o passe final para deixar com os atacantes na área. É a minha posição de origem. Minha função não é marcar, é servir os atacantes. Por isso, posso render mais no meio do que na lateral", prosseguiu.

Assim, crescem suas chances de continuar no clube após 31 de julho, quando acaba o empréstimo do Oeste. "Já tivemos duas reuniões com a diretoria para conservar sobre isso e estou bastante otimista", sorriu Fernandinho.

Leia tudo sobre: fernandinhopalmeirasigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas