O novo reforço do São Paulo não se incomoda de aproveitar os próximos meses apenas para observar o ídolo

Antes de acertar sua transferência para o São Paulo , Renan Ribeiro passou seis meses treinando longe dos demais atletas do Atlético-MG, por já ter assinado um pré-contrato com a equipe paulista. A partir de agora, o goleiro precisará colocar mais uma vez à prova a paciência que mostrou neste semestre, já que, pelo menos até o final do ano, Rogério Ceni será o titular da meta são-paulina.

Renan Ribeiro é apresentado no São Paulo
Site oficial
Renan Ribeiro é apresentado no São Paulo

"Foi muito difícil para mim (ficar afastado). Antes passei por um problema familiar, foi um aperto muito grande, algo que mexeu comigo. Mas já estou reestruturado, foi de obra de Deus. Estou realizando um sonho de jogar no São Paulo", disse em sua entrevista coletiva de apresentação, concedida nessa segunda.

LEIA: Ceni volta a indicar aposentadoria ao falar sobre Renan Ribeiro

Mas a aposentadoria de Rogério Ceni, se confirmada, não garantirá automaticamente a Renan o posto de principal goleiro são-paulino. Denis está no clube há quatro anos e foi o titular durante o primeiro semestre do ano passado, quando o camisa 1 sofreu uma lesão no ombro direito. Por isso, o novo reforço tricolor não se incomoda de aproveitar os próximos meses apenas para observar o ídolo.

"Quanto mais tempo o Rogério estiver no time, mais vou aprender. Sou fã dele. Entrar em campo é questão de tempo. Substituí-lo é um mérito muito grande para mim. Foi um cara que conquistou tudo. Vou continuar trabalhando e procurando meu espaço", afirmou.

Além de paciência e disposição para aprender, Renan mostrou outra faceta em sua coletiva de apresentação. Falou em religião e antes de vestir o uniforme do São Paulo pela primeira vez, usava uma camiseta em que estava escrito "Eu tenho a vida de Deus em mim". Em setembro de 2011, o jogador perdeu a irmã Bianca, de 15 anos, vítima de um câncer no cérebro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.