Líder, Ney Franco deixa BH satisfeito, mas vê necessidade de reforços

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Com um jogador a menos, equipe paulista segurou um empate diante do Atlético-MG. Entretanto, teve Carleto machucado e técnico pede peças para compor o elenco

Site oficial
Atlético-MG e São Paulo empataram no domingo no Brasileirão

Ney Franco se ateve aos números, depois do empate por 0 a 0 com o Atlético-MG, para avaliar como positivo o resultado deste domingo, em Belo Horizonte. Ele lembrou que o São Paulo segue invicto, na liderança e com o melhor saldo de gols do Campeonato Brasileiro.

O que acha do começo do São Paulo no Campeonato Brasileiro? Comente

"Estou satisfeito, a equipe está evoluindo. Saímos do terceiro jogo com uma defesa consistente. Tomamos apenas um gol na competição, em uma falha de saída de bola. Na parte ofensiva, o rendimento é alto", falou o treinador, referindo-se ao erro de Rogério Ceni na vitória por 5 a 1 sobre o Vasco, na rodada anterior.

Leia mais: Com um a menos, São Paulo segura o Atlético-MG em BH e assume a liderança

Outro argumento usado por Ney Franco para valorizar o empate como visitante foi a expulsão do volante Denilson, aos 16 minutos do segundo tempo, que dificultou muito os planos no Independência.

E ainda: Rogério Ceni e demais são-paulinos valorizam o empate com um a menos

"Foi um jogo muito difícil, equilibrado. Jogamos mais uma vez com um a menos. Tivemos competência para segurar o resultado e até tivemos oportunidade de gol. Estamos iniciando bem o campeonato, os números estão comprovando isso", enalteceu.

"Nesta competição, a regularidade é que determina o campeão. Esperamos continuar ganhando os jogos em casa e ter bom aproveitamento fora de casa. Tenho certeza de que este ponto aqui pode nos ajudar muito na penúltima ou na última rodada", concluiu.

Reforços no São Paulo

Site oficial
Juan fez sua reestreia pelo São Paulo

Apesar de aprovar o desempenho do São Paulo neste começo de Brasileirão, Ney Franco também tem dores de cabeça com o elenco. Além de uma série de baixas entre os titulares - os lesionados Rafael Toloi, o meia Paulo Henrique Ganso e o atacante Luis Fabiano, além de Jadson, convocado para a Copa das Confederações - e jovens jogadores a serviço da seleção sub 20, ele viu o lateral esquerdo Thiago Carleto machucar o joelho diante do Atlético-MG.

"Infelizmente, isso tem sido constante. Perdemos o Osvaldo e o Aloísio da mesma forma. São situações das quais não temos controle. Então temos que ter elenco para conseguir substituir os jogadores", disse o treinador, no dia em que promoveu a estreia de Lucas Evangelista, de 18 anos, para tapar vaga de Luis Fabiano.

A esperança é que a diretoria consiga reforços de impacto para o ataque na janela de transferências internacionais. "Temos engatilhadas algumas possibilidades, mas é preciso esperar o momento certo. A tendência é essa (jogadores de renome)".

Por enquanto, porém, os novos nomes serão o goleiro Renan Ribeiro, do Atlético-MG, e o lateral esquerdo Reinaldo, que estava no Sport. Atletas que, a princípio, chegam apenas para compor grupo e nem foram indicações de Ney Franco.

O São Paulo volta aos trabalhos nesta segunda-feira, no CT da Barra Funda. O próximo compromisso do líder do Campeonato Brasileiro será na quarta-feira, frente ao Goiás, no Morumbi. 

Leia tudo sobre: ney francosão pauloBrasileirão 2013igsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas