Sheik reitera admiração por Tite e nega vontade extra com banco

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Atacante começou na reserva contra a Ponte Preta e entrou no segundo tempo para marcar o gol da vitória

Emerson já entendeu que não pega bem com o chefe sair de uma boa partida, como a que ele fez neste sábado, cobrando qualquer coisa. Depois de começar no banco e decidir a vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta, o atacante elogiou o técnico Tite e negou ter entrado mordido pela condição de reserva.

Emerson sai do banco e dá vitória ao Corinthians contra a Ponte Preta

"A única diferença em relação às partidas anteriores foi que fiz o jogo. A vontade de ajudar, o lance de querer dar sempre o melhor, foi hoje como tem sido em todas as partidas. Infelizmente, nem sempre dá para resolver, né? O torcedor aprendeu a ser exigente diante de tão boas apresentações e conquistas", afirmou. O Sheik perdeu a posição após o quarto empate consecutivo do Corinthians. Mesmo jogando mal, Alexandre Pato ganhou mais uma chance diante da Macaca, mas coube ao camisa 11 resolver o jogo, balançando a mesma rede em que colocou seu nome na história do Timão, na final da última Copa Libertadores.

Gazeta Press
Emerson comemora o gol da vitória do Corinthians sobre a Ponte Preta depois de começar o jogo no banco

"O Tite é muito justo em tudo, dá oportunidade para quem realmente trabalha. Esse é o treinador que a gente tem. Ele teve que mudar porque as coisas não estavam acontecendo, mas ele tem minha admiração particular. Não seria ir para o banco que mudaria isso", disse Emerson, que nem repetiu sua tradicional repulsa à reserva.

"A gente tem muito respeito um pelo outro aqui. Outros atletas ficaram no banco em outros momentos. É preciso ter a grandeza de reconhecer que aqui não tem um jogador que decide. É um grupo, é preciso ter respeito", acrescentou o atacante, em uma de suas raras entrevistas sem graça.

O Sheik disse ainda que prefere ficar marcado por conquistas, algo que não é um problema em sua carreira, a ser titular o tempo todo. Ganhar mais um Campeonato Brasileiro é o plano para 2013, o que se tornou mais próximo graças à primeira vitória do Corinthians.

"O gol definiu a vitória, finalmente conseguimos um resultado positivo nesta competição. Que seja a primeira de muitas, que nossa equipe possa encontrar o melhor futebol para brigar pelo título", concluiu Emerson.

Leia tudo sobre: emersoncorinthiansbrasileirão 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas