Vitória derrota o Vasco e assume a liderança provisória do Brasileirão

Por Gazeta | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Os dois gols do time baiano foram anotados pelo atacante Dinei, um em cada tempo do duelo no Barradão

O Vasco perdeu sua segunda partida seguida no Campeonato Brasileiro neste sábado, diante do Vitória, em Salvador. Com um 2 a 0 convincente, os baianos dominaram a maior parte do jogo, apesar da evolução cruzmaltina no segundo tempo. O atacante Dinei fez os dois gols do Vitória no Barradão.

O resultado deixou o Vitória na liderança provisória do Brasileirão com sete pontos, mesma pontuação do Botafogo, lugar ameaçado apenas por São Paulo e Internacional, que jogam neste domingo, no complemento da terceira rodada. Já o Vasco segue com os três pontos conquistados na estreia contra a Portuguesa.

Site oficial
Jogadores do Vitória celebram gol sobre o Vasco

As duas equipes têm compromissos bastante complicados na próxima quarta-feira, pela quarta rodada do Brasileirão. O Vitória visita o Grêmio na Arena, em Porto Alegre, enquanto o Vasco recebe o Atlético-MG, em São Januário.

O jogo
Mais organizado, o Vitória foi melhor no primeiro tempo e chegou ao intervalo na frente no placar. A equipe baiana pressionou o Vasco e assustou aos 9 minutos, quando Escudero recebeu de Renato Cajá na esquerda e cruzou. A bola passou pela pequena área e ninguém apareceu para completar.

Dois minutos depois, foi Escudero quem tocou para Cajá, e o meia chutou cruzado por baixo. Dinei se esticou e tocou para as redes, mas o bandeirinha assinalou impedimento duvidoso e o gol foi anulado. O Cruz-maltino tentou responder com um chute de fora da área. Daksou dominou perto da meia-lua e acertou belo chute rasteiro, que saiu à direita do gol mandante.

Superiores em campo, os baianos chegaram ao gol aos 31 minutos, quando Gabriel Paulista lançou Escudero em profundidade. O argentino entrou na área e rolou para Dinei, que entrava em velocidade. O atacante só completou e abriu o placar.

O Vasco teve apenas mais uma chance na primeira etapa, e novamente num chute de Dakson. Após o goleiro Michel Alves sair jogando com um chutão para frente, a bola chegou em Dakson na intermediária do Vitória. O meia avançou e repetiu a jogada anterior, chutando rasteiro à direita de Wilson.

O segundo tempo carioca foi melhor. O time visitante retornou dos vestiários melhor organizada em campo, e conseguiu produzir mais ofensivamente, tendo dois gols anulados antes dos dez minutos.

Logo aos cinco minutos, Dakson arriscou mais uma vez e soltou a bomba. O atacante Tenório tentou desviar, mas, impedido, fez o árbitro anular o gol. Aos nove, Edmílson recebeu de Pedro Ken e balançou as redes, mas o assistente já havia levantado a bandeira.

Quando o Vasco estava em seu melhor momento na partida, o castigo. Escudero cobrou escanteio pela direita e Renato Silva segurou Victor Ramos na área. Pênalti que Dinei cobrou com autoridade no canto esquerdo de Michel Alves e ampliou.

Com dois a zero, o Vasco se perdeu em campo. De forma desorganizada, a equipe carioca tentou reagir na base do chuveirinho na área, mas o bem postado Vitória controlava a situação. A defesa baiana impedia as penetrações vascaínas e saia jogando com bom toque de bola.

O Vasco levou perigo só aos 33, quando Dakson cobrou falta com violência da intermediária e obrigou Wilson a trabalhar. Aos 44, é a vez de Edmílson fazer sua tentativa de longe. A bola sai rente ao poste e dá um susto em Wilson.

Antes do fim, o Vitória quase chega ao terceiro com Marquinhos, que faz bela jogada pela esquerda e chuta cruzado. A bola quase entra mas sai pela linha de fundo.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 2 X 0 VASCO

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 1º de junho de 2013 (Sábado)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e José Roberto Larroyd (SC)
Cartões amarelos: Elsinho e Renato Silva (Vasco)

Gols: VITÓRIA: Dinei, aos 31 minutos do primeiro tempo e aos 14 minutos do segundo tempo

VITÓRIA: Wilson; Nino Paraíba (Dimas), Victor Ramos, Gabriel Paulista e Danilo Tarracha; Neto Coruja, Cáceres, Renato Cajá (Vander) e Escudero; Maxi Biancucchi (Marquinhos) e Dinei
Técnico: Caio Júnior

VASCO: Michel Alves; Elsinho, Luan, Renato Silva e Yotun; Fellipe Bastos (Fillipe Soutto), Sandro Silva, Dakson e Pedro Ken; Edmílson e Tenorio
Técnico: Paulo Autori

Leia tudo sobre: VascoVitóriaBrasileirão 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas