Muricy pede reforços no Santos e valoriza parada do Brasileiro

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Com a saída do atacante Neymar para o Barcelona, o técnico Muricy Ramalho reconhece que a equipe praiana precisa reforçar o seu elenco

Após disputar seus dois primeiros jogos no Campeonato Brasileiro, o Santos tem apenas um ponto ganho na competição. Com a saída do atacante Neymar para o Barcelona, o técnico Muricy Ramalho reconhece que a equipe praiana precisa reforçar o seu elenco, se quiser atingir os seus objetivos no nacional.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"É muito pouco o que tem à disposição no grupo atual. Precisamos de mais plantel. O Brasileiro é uma competição doida, em que você tem viagem, jogadores machucados e também perde atletas por cartões (suspensões). Se bem que o nosso time é disciplinado e não tem tantos jogadores suspensos. Mesmo assim, nós precisamos de mais", disse Muricy, após a derrota para o Botafogo, na última quarta-feira, no Estádio Raulino de Oliveira.

Muricy Ramalho pede calma ao São Paulo em sua reestreia no comando do time, em 12 de setembro, diante da Ponte Preta. Foto: Futura PressMuricy Ramalho voltou ao comando do São Paulo em setembro e chegou ao CT da Barra Funda acompanhado pelo vice-presidente João Paulo de Jesus Lopes. Foto: Futura Press/Léo PinheiroMuricy Ramalho responde as perguntas dos jornalistas, durante a coletiva no CT da Barra Funda (10/9). Foto: Divulgação/São Paulo FCMuricy Ramalho demonstrou bom humor em sua primeira coletiva como novo técnico do São Paulo. Foto: Divulgação/São Paulo FCO técnico Muricy Ramalho sorri em sua apresentação como novo treinador do São Paulo. Foto: SERGIO BARZAGHI / Gazeta PressMuricy Ramalho volta a ser treinador do São Paulo após período sem time. Foto: Futura Press/Léo PinheiroMuricy Ramalho estava sem time desde que deixou o Santos, no final de maio deste ano. Foto: RENATO SILVESTRE/Gazeta PressMuricy Ramalho em treino do Santos na Vila Belmiro, em maio. Foto: Ricardo Saibun/Divulgação SantosMuricy Ramalho comanda o Santos na semifinal do Campeonato Paulista deste ano. Foto: Ricardo Saibun/ Gazeta PressO preparador físico Ricardo Rosa e o técnico Muricy Ramalho conversam durante treinamento no CT Rei Pelé, em abril de 2013. Foto: Flickr/Santos F.C.Muricy Ramalho deixou o comando do Santos no dia 31 de maio. Foto: Gazeta PressNesta temporada, Muricy Ramalho buscava o tetra do Paulista com o Santos, mas perdeu para o Corinthians na final. Foto: Futura PressNeymar joga ovo e água em Muricy Ramalho no seu aniversário, em novembro de 2012. Foto: Gazeta PressTécnico Muricy Ramalho dá coletiva ao lado da taça da Recopa Sul-Americana, seu 4° título pelo Santos. Foto: Francisco De LaurentiisMuricy Ramalho ganhou um carro como prêmio pela conquista da Copa Libertadores da América 2011. Foto: DivulgaçãoMuricy Ramalho comandou o Fluminense entre 2010 e 2011, antes de assumir o Santos. Foto: PhotocameraTécnico durante o período à frente do Fluminense. Foto: Gazeta PressTreinador chegou ao time carioca em 2010. Foto: PhotocameraCelso Barros participa da apresentação de todos grandes nomes que chegam ao Flu, como com Muricy Ramalho em 2010. Foto: PhotocameraSão Paulo também faz parte do currículo do treinador. Foto: VipcommRogério Ceni ao lado de Muricy Ramalho em 1996. Foto: Gazeta Press

Apesar da cobrança em relação à chegada de novos jogadores, o treinador santista sabe que até a interrupção da Série A, por conta da disputa da Copa das Confederações, o time alvinegro não deve receber grandes reforços.

Leia mais: Pelé é a favor da volta de Robinho, mas confia nos talentos da base

Muricy Ramalho acredita que, depois dessa pausa no campeonato nacional, o Peixe vai estar mais fortalecido para a sequência da temporada. "Para nós, essa parada vai ser importante, porque vai dar tempo para arrumar a equipe. É uma coisa natural do Brasileirão, pois sempre saem jogadores, quando o Estadual acaba. Quando chegar a Copa das Confederações, com mais tempo para se planejar, a diretoria vai conseguir trazer novos jogadores. A nossa direção está trabalhando e temos que esperar as coisas se resolverem", concluiu.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas