Cuca vê Atlético-MG nervoso e diz que defesa de Victor foi lance da Libertadores

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Goleiro salvou um pênalti aos 48 do segundo tempo. Técnico fez críticas ao seu elenco, mas afirmou que também tem que ter um pouco de sorte na vida

Reuters
Victor salvou o Atlético-MG ao defender um pênalti aos 48 do segundo tempo

O Atlético-MG passou muitas dificuldades diante do Tijuana na noite de quinta-feira, no Independência, mas empatou em 1 a 1 e avançou para a semifinal da Libertadores. Para o técnico Cuca, o seu time demonstrou muita tensão e instabilidade na partida.

O que achou da classificação do Atlético-MG na Libertadores? Comente

"Um jogo dramático, tenso, nervoso e o time foi assim. Diferente da tranquilidade, do toque de bola, que a gente teve na maioria deste ano. O time estava nervoso, tenso e não se adaptou ao jogo. No primeiro lance do jogo, que é uma jogada nossa, já originou uma jogada do adversário, e ali já gera um instabilidade", disse.

Leia também: Victor pega pênalti aos 48 do 2º tempo e garante o Atlético-MG na semifinal

O Tijuana abriu o placar com Riascos, aos 25 minutos do primeiro tempo. O empate saiu com Réver, no final da primeira etapa. Mas o lance do jogo veio nos últimos minutos, quando o goleiro Victor defendeu um pênalti aos 48 do segundo tempo e assegurou a vaga na semifinal para o time mineiro.

E ainda: Herói, Victor diz que pênalti foi a defesa mais importante da vida

Para o comandante alvinegro, a defesa pode se transformar em uma espécie de símbolo na luta do Atlético-MG para conquistar o inédito título da Libertadores. Cuca ainda apontou o fator sorte como um ingrediente a mais na classificação do Galo.

"Pode ser que seja o lance da Libertadores para nós. Esse grupo merece passar adiante por todo que a gente tem feito. Temos nos aplicado, dedicado e fomos abençoados. Também que ter um pouquinho de sorte na vida. O Atlético-MG, tanto tempo que chega, bate na trave, e hoje parecia mais uma noite daquelas, e quem sabe seja este o jogo marcante da Libertadores", declarou.

*com Gazeta Esportiva

Leia tudo sobre: atlético-mgcucacopa Libertadores 2013victor

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas