Com a vitória, o Inter sobe para o 4º lugar na tabela, com 4 pontos. O Criciúma estaciona nos 3 pontos, na 9ª colocação

Se levou dois gols do Vitória em 11 minutos na sua estreia do Campeonato Brasileiro, o Internacional viveu o outro lado da moeda nesta quinta-feira. Com dois gols marcados nos primeiros 15 minutos, através de Willians e Rodrigo Moledo, o Colorado fez 2 a 0 no Criciúma, no Centenário, em Caxias do Sul, ganhando sua primeira partida no principal certame nacional.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O Inter foi superior desde o início do jogo. Com uma escalação muito ofensiva, o Criciúma não teve consistência para segurar o Colorado. Os dois gols marcados cedo ajudaram o time de Dunga a administrar o jogo. O segundo tempo, por isso, transcorreu em ritmo bem mais lento, sem que o time gaúcho tivesse sua vantagem ameaçada em momento algum da partida.

Leia mais: Tottenham faz oferta por David Villa e vai atrás de Leandro Damião

Com a vitória, o Inter sobe para o 4º lugar na tabela, com 4 pontos. O Criciúma estaciona nos 3 pontos, na 9ª colocação. Domingo, o Colorado receberá o Bahia, também no Centenário. O Tigre jogará fora de casa, contra o Fluminense, em Macaé, no mesmo dia.

Jogadores do Inter celebram gol na vitória contra o Criciúma
Edu Andrade/Fatopress/Gazeta Press
Jogadores do Inter celebram gol na vitória contra o Criciúma

O jogo

O Internacional partiu para o ataque no começo do jogo. Logo no primeiro minuto, Fabrício chegou à linha de fundo e cruzou, mas Fred não conseguiu concluir. No entanto, a primeira grande chance do jogo foi do Criciúma: aos sete minutos, em um erro de marcação da defesa colorada, Fabinho subiu nas costas de Gabriel e entrou livre, mas chutou muito mal, por cima do gol, quando tinha apenas Muriel pela frente.

O Inter respondeu com gol aos 13 minutos. O volante Willians aproveitou sobra da zaga catarinense e chutou de fora da área. A bola desviou no calcanhar de Marlon e enganou o goleiro Bruno: 1 a 0. Aos 15, o segundo: D’Alessandro levantou da intermediária e Rodrigo Moledo entrou livre para ampliar de cabeça. O Criciúma tentou reagir aos 18, quando Fabinho foi derrubado por Moledo na área, mas o árbitro ignorou os pedidos do pênalti.

Com tranquilidade após obter a vantagem, o Inter seguiu melhor. Aos 27, Forlán aparou cruzamento que veio do lado direito e chutou livre, de primeira, para grande defesa de Bruno, que mandou para escanteio. Aos 33, Gabriel lançou Fred, que serviu Rafael Moura. O chute do centroavante foi forte, de fora da área, e passou perto do gol. O Criciúma assustou aos 42: Lins chutou, Muriel defendeu, a bola bateu na trave e a zaga colorada afastou o perigo.

O Criciúma conseguiu manter o jogo em equilíbrio nos primeiros minutos da etapa final, mas a primeira boa chegada foi do Inter. Aos 11, Fabrício bateu de fora da área e Bruno espalmou. A partida caiu bastante de ritmo no segundo tempo, com poucas chances claras de lado a lado. O Colorado só voltou a chegar perto aos 25: Fred puxou contragolpe rápido e Rafael Moura chutou cruzado, forte, levando muito perigo. A seguir, em uma sequência de escanteios, quase ocorreu o terceiro gol dos gaúchos.

Aos 39, a melhor chegada do Inter no segundo tempo. Gilberto, que entrara minutos antes, fez boa jogada pela direita e deixou Otávio livre, mas o meia chutou em cima do goleiro Bruno. No rebote, Fred, livre, chutou no travessão.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 x 0 CRICIÚMA

Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS)
Data: 30 de maio de 2013, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Ricardo Pavanelli Lanutto (ambos de SP)
Cartão amarelo: Willians (Internacional)
Gols: INTERNACIONAL: Willians, aos 13, e Rodrigo Moledo, aos 15 minutos do primeiro tempo

INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Rodrigo Moledo, Juan e Fabrício; Aírton (Josimar), Willians, Fred e D’Alessandro; Forlán (Otávio) e Rafael Moura (Gilberto)
Técnico: Dunga

CRICIÚMA: Bruno; Bruno Renan (Daniel Carvalho), Matheus Ferraz, Ewerthon Páscoa e Marlon; Tiago Dutra, Serginho e João Vítor (Tartá); Lins, Marcel e Fabinho (Pacheco)
Técnico: Vadão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.