No próximo domingo, o São Paulo encara o Atlético-MG, algoz do clube do Morumbi nas oitavas de final da Copa Libertadores

Aloísio celebra gol pelo São Paulo
Helio Suenaga/Gazeta Press
Aloísio celebra gol pelo São Paulo

O são-paulino Aloísio se reapresentou aos trabalhos com o ombro esquerdo ainda muito dolorido, nesta quinta-feira, um dia depois da vitória por 5 a 1 sobre o Vasco. Mesmo assim, reforçou que não será baixa para domingo, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Ele se machucou logo no primeiro minuto em campo, após ter entrado no intervalo, porém suportou o incômodo e, contrariando o médico José Sanchez, decidiu permanecer até o apito final. A decisão foi benéfica para a equipe, pois ele deu passe para um gol de Luis Fabiano e também balançou a rede uma vez. "Ainda estou com muita dor, mas não foi nada. Já estou fazendo tratamento na fisioterapia e amanhã já dá para voltar a treinar", disse o jogador, minutos depois de deixar o Reffis.

Chamado de "guerreiro" por Ney Franco após a partida, ele pode treinar inclusive como titular na manhã desta sexta-feira. O treinador não gostou da atuação de Silvinho no primeiro tempo sem gols e acredita que a entrada do centroavante foi determinante para o expressivo triunfo.

Leia mais: Um dia após retorno, Rogério Ceni é único titular a correr no gramado

Na última partida contra o Atlético, no Independência, pela volta das oitavas de final da Libertadores, Aloísio foi desfalque em função de lesão na coxa direita, sofrida justamente no jogo de ida contra a equipe mineira. Na fase de grupos da competição nacional, foi dele o gol são-paulino na derrota por 2 a 1, em Belo Horizonte.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.