Com o apoio da torcida, o Ceará sofreu, mas fez a lição de casa e venceu o jogo por 1 a 0

Depois de conquistar um empate no Anacleto Campanella, diante do São Caetano, o Ceará precisava buscar a primeira vitória na Série B do Campeonato Brasileiro nesta terça-feira, contra o Paysandu, que também empatou na estreia. Com o apoio da torcida, o Ceará sofreu, mas fez a lição de casa e venceu por 1 a 0.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Apesar da pressão dos anfitriões, o Paysandu conseguiu segurar o resultado até o segundo tempo, quando o goleiro Paulo Rafael falhou e soltou a bola nos pés de Mota. O experiente atacante não desperdiçou a oportunidade e garantiu a vitória do Ceará no Presidente Vargas.

As duas equipes voltam a jogar na próxima sexta-feira, em horários diferentes. Às 19h30 (de Brasília), o Paysandu recebe o América-RN, na Arena Verde, em busca do primeiro triunfo. O Ceará, por sua vez, visita o ABC, no Estádio do Frasqueirão, às 21h50 (de Brasília).

O jogo

Ainda sem fazer gols nesta Série B, o Ceará esperava contar com o apoio de sua torcida para balançar as redes pela primeira vez na competição. Logo aos sete minutos, Mota fez boa jogada esquerda, driblou dois zagueiros e cruzou para Macena. O atacante bateu por cima do gol, bem perto do travessão, mas a arbitragem já parava o lance, marcando posição irregular.

Desta forma, nos primeiros minutos, o ataque do Ceará percebeu que teria um problema pela frente: os lances irregulares durante a partida. Ao longo dos 90 minutos, o Vozão teve três gols anulados, mas não foi apenas o time casa que sofreu. O Paysandu também balançou as redes na segunda etapa e o gol foi anulado.

Já no final do primeiro tempo, o Ceará teve uma ótima chance de balançar as redes. Aos 44 minutos, Zé Carlos saiu mal do gol e não conseguiu agarrar a bola após um cruzamento na área. Desta forma, o atacante Macena teve a chance de balançar as redes, mas a zaga do Paysandu chegou para tirar em cima da linha.

Nos acréscimos da etapa inicial, o time paraense também chegou com perigo. Alex Gaibú recebeu a bola sem marcação dentro da área, ficou na cara de Fernando Henrique, mas bateu em cima do goleiro. O meia do papão ainda teve a chance no rebote e o arqueiro do Vozão se recuperou para fazer nova defesa.

Na volta do intervalo, o Ceará conseguiu balançar as redes, mas a arbitragem não validou o gol. Logo aos sete minutos de jogo, após cruzamento de Rafael Cruz, Macena subiu de cabeça e acertou o canto, mas o juiz entendeu que o atacante fez falta sobre o marcador Ricardo Capanema.

Pouco mais tarde, o Paysandu também marcou, mas a arbitragem também invalidou. Aos 19 minutos, Raul aproveitou cobrança de escanteio, cabeceou sozinho dentro da área e colocou no fundo gol. Assim como no lance do Ceará, o juiz entendeu que houve falta de ataque.

Após os lances polêmicos, o Ceará, enfim, movimentou o placar. Ricardinho não confiou no goleiro adversário, arriscou de longe e Paulo Rafael falhou. O arqueiro tentou agarrar a bola, mas soltou para o meio da área. O experiente Mota mostrou oportunismo, foi mais rápido do que a zaga e estufou as redes, garantindo a vitória do Vozão no Estádio Presidente Vargas.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 1 X 0 PAYSANDU

Local: Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE)
Data: 28 de maio de 2013 (terça-feira)
Horário: 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Italo Medeiros de Azevedo (RN)
Assistentes: Izac Marcio da Silva Oliveira (RN) e Vinícius Melo de Lima (RN)
Cartões Amarelos: Mota (Ceará) e Raul (Paysandu)
Gols:
CEARÁ: Mota, aos 23 minutos do segundo tempo

CEARÁ: Fernando Henrique (Dionathan); Rafael Cruz, Douglas, Rafael Vaz e Renan Luís; Luiz Henrique, João Marcos, Diogo Orlando(Anderson Marques), Ricardinho; Mota e Raphael Macena
Técnico: Leandro Campos

PAYSANDU: Zé Carlos (Paulo Rafael); Yago Pikachu, Diego Bispo, Raul e Janilson (Pablo); Ricardo Capanema, Vanderson (Heilton), Alex Gaibú e Eduardo Ramos; Careca e João Neto
Técnico: Lecheva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.