"Tivemos oportunidades de chutar e não chutamos, é preciso chegar em frente do gol e matar", disse o zagueiro da Ponte Preta

Cléber, zagueiro da Ponte Preta
Site oficial
Cléber, zagueiro da Ponte Preta

A Ponte Preta realizou, na manhã desta terça-feira, seu último treinamento antes da partida contra o Flamengo, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Ainda com a derrota na estreia para o São Paulo na cabeça, o zagueiro Cléber lamentou o resultado negativo e contou quais detalhes a Macaca precisa melhorar para o decorrer da competição.

"A lição que ficou da derrota contra o São Paulo é que temos que chutar a bola pro gol, arriscar mais. Tivemos oportunidades de chutar e não chutamos, é preciso chegar em frente do gol e matar. No Brasileiro é assim, temos que fazer quando há chance, pra não chorar depois", afirmou.

Quarta colocada na fase de classificação do Campeonato Paulista, à frente de equipes grandes como Palmeiras e Corinthians, esperava-se uma melhor esreia da Ponte no Campeonato Brasileiro. Para o zagueiro Cléber, no entanto, o pensamento já está no jogo desta quarta, contra o Flamengo, em Juiz de Fora.

"No Brasileiro não tem time pequeno, todos são difíceis e temos que focar em um por um. Então é fazer uma grande partida dentro do campo e trazer um resultado positivo contra o Flamengo", analisou.

Ponte Preta e Flamengo se enfrentam nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), no estádio Muncipal Juiz de Fora, no interior de Minas Gerais. O jogo é valido pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, e a as duas equipes buscam a sua primeira vitória na competição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.