Acusado de agressão por ex-namorada, atacante do Bétis é detido

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Na última segunda-feira, por volta das 19 horas locais, a mulher foi a um centro médico e, quase à meia-noite, apresentou a denúncia contra o jogador

AP
Rubén Castro, atacante do Bétis

O atacante Rubén Castro, do Bétis, foi detido pela polícia nesta terça-feira, na cidade de Sevilha, na Espanha, após ter sido acusado de maus tratos e agressões sexuais por sua ex-namorada. O incidente teria ocorrido no último domingo, após o jogo contra o Zaragoza.

A mulher teria relatado que, depois de os dois brigarem na saída de uma casa noturna em Sevilha, Castro a obrigou a entrar no carro dele. Em seguida, o casal foi para um hotel no bairro de Nervión, onde passaram a noite.

Na última segunda-feira, por volta das 19 horas locais, a mulher foi a um centro médico e, quase à meia-noite, apresentou a denúncia contra o jogador. Segundo o jornal espanhol Marca, a polícia tem "sérias dúvidas" sobre a veracidade dos fatos narrados pela ex-namorada de Castro.

Depois de prestar esclarecimentos, o jogador foi liberado pela polícia. O treinador do atacante, Pepe Mel, prefere acreditar que o episódio foi inventado pela mulher.

"Custa acreditar nisso. Vamos colaborar com o que pudermos. Não tenho muitas informações, nem argumentos. Fui um dos últimos a entrar no vestiário e soube da história ali. É um assunto grave, e a situação pessoal de Castro é muito mais importante que o futebol. Tomara que não seja verdade e que tudo se solucione", disse Mel.

Rubén Castro, de 31 anos, chegou ao Bétis em 2010. Nesta temporada, marcou 18 gols no Campeonato Espanhol e foi um dos destaques da equipe.

Leia tudo sobre: espanhafutebol mundialbétis

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas