Ex-zagueiro do Corinthians, William recusa cargo na diretoria do Bahia

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Com a recusa do ex-jogador, clube baiano terá de procurar uma outra opção para assumir o cargo de gerente de futebol

Daniel Augusto Jr. /Gazeta Press
William, ex-zagueiro do Corinthians

William Machado não será o gerente de futebol do Bahia. Nesta segunda-feira, o ex-zagueiro do Corinthians recusou assumir o cargo e, através de uma rede social, explicou que "diferenças de pensamentos" impediram o acordo.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Em 2011, um ano após se aposentar, William chegou a assumir o cargo de gerente de futebol do Corinthians, seu ex-clube. Após três meses, no entanto, pediu demissão depois de ter sido desautorizado pela diretoria a finalizar uma negociação com Willian Magrão, até então no Grêmio.

O ex-capitão do Corinthians era visto como a pessoa ideal para assumir a gerência de futebol do Bahia. Após a goleada de 7 a 3 sofrida diante do Vitória na final do Estadual, o Tricolor fez uma verdadeira limpeza em alguns cargos do clube. O técnico Joel Santana e o gestor de futebol, Paulo Angioni, saíram da equipe, dando lugar a Cristóvão Borges e Anderson Barros, respectivamente.

Com a recusa de William, o Bahia terá que procurar uma outra opção para assumir o cargo de gerente de futebol do clube.

Confira a nota oficial de William na íntegra

Quero agradecer ao convite que me foi feito pelo Esporte Clube Bahia para ser executivo de futebol. Ser lembrado por esse grandioso time do futebol brasileiro me deu um orgulho enorme e me senti extremamente honrado.

A responsabilidade e o desafio, proporcionais ao tamanho desse clube tão vitorioso, jamais me assustaram. Pelo contrário, me motivaram e despertaram o desejo de realizar um trabalho de modernização no processo que envolve a construção de uma equipe de futebol. Criar uma metodologia pautada dentro de uma filosofia futebolística atual e que contemple desde a formação do cidadão/atleta até a chegada ao profissional.

Contudo, em virtudes de algumas diferenças de pensamentos, senti que não poderia colaborar da forma como pretendia e achei melhor não aceitar o convite nesse momento.

Desejo ao Esporte Clube Bahia e aos seus milhões de torcedores muitas felicidades em sua jornada e na busca por mais e mais glórias.

Atenciosamente,
William Machado.

Leia tudo sobre: BahiaWilliam

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas