Eliminação na Libertadores foi boa para o Grêmio amadurecer, diz Luxemburgo

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Queda para o Santa Fé serve de motivação para sequência do Brasileirão, diz técnico

A eliminação na Copa Libertadores serviu para o amadurecimento da equipe do Grêmio. Esta é a avaliação do técnico Vanderlei Luxemburgo, que, colocando-se como principal culpado pela derrota na Colômbia para o Santa Fé, pelas oitavas de final da competição continental, disse que a semana que antecedeu a vitória contra o Náutico, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, foi "terrível".

Lucas Uebel/ Divulgação Grêmio
Vanderlei Luxemburgo comanda treino do Grêmio

Leia ainda: Luxemburgo confirma que André Santos não continuará no Grêmio

"Nem saí de casa. Fiquei com vergonha do torcedor, porque tivemos uma atuação apática. Não foi nem pela derrota, mas a maneira como perdemos. Em momento algum mostramos que estávamos buscando a classificação. O que fizemos nos treinos não foi visto no campo. A derrota dói, mas se você tiver a capacidade de absorver, você cresce", declarou.

Apontando o Grêmio como um dos candidatos à conquista do Brasileirão, Luxemburgo considera que a equipe ainda está em processo de formação."O time está se conhecendo. Não só na relação de time, como conjunto, mas também na relação humana. São cabeças diferentes, juntando-se num lugar só. O Grêmio está ansioso por uma grande conquista. A semana foi difícil por isso", disse.

Garantindo estar acostumado à repercussão de eliminações nos grandes clubes brasileiros, o treinador criticou o "jornalista mal intencionado" que teria inventando uma briga entre Barcos e ele e garantiu que o Grêmio "está no caminho certo".

"Eu sou igual vara de marmelo: envergo, mas não quebro. É importante valorizar o trabalho. Eu não tenho dúvida de que o Grêmio, nos próximos dois anos, terá conquistas importantes", afirmou.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas