André comemora transferência para o Vasco: 'Estou no time do meu pai'

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Atacante disse que a identificação familiar foi um dos motivos que o fizeram deixar o Santos

Marcelo Sadio/vasco.com.br
André em sua apresentação no Vasco

Apresentado nesta segunda-feira como reforço do Vasco, André revelou uma identificação antiga. O pai do atacante torce para o clube de São Januário, o que o próprio jogador citou como um dos motivos que o fizeram trocar o Santos pela equipe carioca.

Comente esta notícia com outros torcedores

"Meu pai sempre foi vascaíno. É engraçado, porque ele foi jogador e jogou nos juniores do Vasco. Quando se falou na minha transferência para cá, ele ficou muito feliz. Já vou ser cobrado em casa, agora que estou no time do meu pai. Estou feliz de realizar um sonho dele", disse em sua primeira coletiva com a camisa cruz-maltina.

Outro fator que fez o atacante optar por defender o Vasco foi a tradição vascaína. André ignorou as turbulências pelas quais o clube vem passando, como os atrasos de salários e a falta de reforços de peso, e exaltou a oportunidade.

Leia mais: Autuori reclama: é “impossível trabalhar” no banco de São Januário

"Muito se falou que o Vasco estava desvalorizado, mas não é assim. Desde que eu soube do interesse do clube, fiquei balançado. É uma marca muito forte", afirmou.

André não escondeu, no entanto, que vem atuando abaixo do que pode nos últimos meses. Por isso, ele aposta agora em uma recuperação em comum com a nova equipe.

"Quero recuperar a alegria de jogar, fazer tudo com muito amor. Quando você está feliz, acaba se destacando. Foi para isso que eu vim. Cheguei ao Atlético-MG em 2011, e o clube vivia um momento ruim. No ano seguinte, fui artilheiro, mas depois sofri uma lesão, e o Cuca optou por não me escalar muito. Uma série de fatores me impediram de ter uma sequência boa. Mas aqui vai ser diferente, principalmente pelo carinho com o qual me receberam", completou.

O contrato de André com o Vasco vai até o fim deste ano, mas pode ser prorrogado até o meio de 2014. O atacante ainda não tem data para estrear com a camisa do clube, por conta de pendências burocráticas e falta de entrosamento com o elenco.

Leia tudo sobre: VascoAndrémercado da bola

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas