Alemão cresceu em Mônaco e acompanhou de perto muitas vitórias do brasileiro tricampeão mundial nas ruas do Principado

Nico Rosberg, da Mercedes, comemora vitória no GP de Mônaco com troféu
Getty Images
Nico Rosberg, da Mercedes, comemora vitória no GP de Mônaco com troféu

O alemão Nico Rosberg cresceu em Mônaco e acompanhou de perto muitas edições do Grande Prêmio local de Fórmula 1. Vencedorneste domingo, o piloto da Mercedes citou o brasileiro Ayrton Senna e comemorou seu desempenho dominante durante o fim de semana.

LEIA:  Rosberg domina e vence em Mônaco  Massa volta a bater forte e abandona

Rosberg foi o mais rápido em todas as atividades da F-1 no circuito de rua monegasco, liderando todos os treinos livres e conquistando a pole position. Na corrida deste domingo, ele não deixou a primeira posição em nenhum momento e não foi ameaçado por seus rivais.

"Vivi minha vida inteira aqui, fui à escola aqui. Minha lembrança da corrida quando era criança era de Ayrton Senna com o capacete amarelo na McLaren vermelha e branca. É incrível, muito especial vencer em casa. O fim de semana foi perfeito", comemorou Rosberg, que ditou ritmo lento no início da prova para economizar pneus e viabilizar sua estratégia de apenas um pit stop.

O GP de Mônaco foi o terceiro consecutivo em que o piloto alemão largou da pole, mas nos anteriores o alto consumo de pneus de seu carro o impediu de brigar pela vitória, derrubando o na classificação. Neste domingo, no entanto, a Mercedes se aproveitou do baixo desgaste dos pneus no circuito monegasco, e viu Rosberg receber a bandeira quadriculada.

"A gente vinha caindo muito, então isso estava um pouco na minha cabeça. Eu esperei que desse para segurar porque não é legal despencar para trás. O time me deu um grande carro e isso foi o suficiente para dar certo. Melhoramos bastante desde Barcelona, estou extasiado".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.