Tamanho do texto

Após perder duas chances claras no primeiro tempo da decisão da Liga dos Campeões, Robben foi o grande herói da quinta conquista do Bayern de Munique

Robbenn vibra após marcar o gol do título do Bayern de Munique da Liga dos Campeões da Europa
AP
Robbenn vibra após marcar o gol do título do Bayern de Munique da Liga dos Campeões da Europa

O holandês Arjen Robben correu o risco de deixar o estádio de Wembley como vilão, mas marcou o gol da vitória do Bayern de Munique no fim do jogo e foi o herói no título da Liga dos Campeões da Europa, depois da vitória por 2 a 1 sobre o Borussia Dortmund.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Apesar de o time do técnico Jurgen Klopp ter começado melhor o jogo, Robben teve duas chances claras de fazer gol no primeiro tempo e desperdiçou ambas, aumentando a pressão por sua dificuldade nas finalizações. Na etapa final, Mandzukic abriu o placar para o Bayern.

No entanto, depois de pênalti cometido pelo brasileiro Dante, Gundogan empatou. O título só foi definido aos 44 minutos, quando Robben recebeu toque de calcanhar de Ribery, driblou marcador e chutou fraco para tirar do goleiro.

Leia mais: Torcedores de Bayern e Borussia brigam antes de final da Champions

Desta forma, o Bayern comemora neste sábado seu quinto título na Liga dos Campeões, já que levantou a taça também em 1974, 1975, 1976 e 2001. O Borussia, por sua vez, continua com apenas uma glória no principal torneio europeu, conquistado em 1997.

O jogo

O Borussia começou melhor a partida, pressionando a saída de bola do rival e dando mais trabalho na frente. A primeira oportunidade saiu em chute da direita de Blaszczykowski, que errou o alvo. Pouco depois, Lewandowski arrematou da meia esquerda e exigiu defesa do goleiro Neuer.

Aos 15, o time de Dortmund quase saiu na frente. Reus cruzou da direita e Blaszczykowski completou da entrada da pequena área, obrigando o goleiro a salvar o Bayern. A sequência de finalizações continuou em batida de Bender, mais uma vez defendida pelo arqueiro.

A resposta do Bayern só saiu aos 26 minutos, quando Mandzukic recebeu bola alçada atrás da defesa e cabeceou com perigo. Weidenfeller espalmou e ainda viu a bola desviar no travessão antes de sair. Apenas três minutos depois, o time de Munique chegou muito perto de balançar as redes.

Em bobeira da defesa adversária, Robben recebeu livre pela direita, invadiu a área e chutou, mas o goleiro fez boa defesa. A jogada perdida serviu para pressionar o holandês, que costuma receber críticas por não finalizar bem.

Lewandowski perdeu gol na cara de Neuer
AP
Lewandowski perdeu gol na cara de Neuer

Depois de ter ficado acuado no início do confronto, o Bayern conseguiu equilibrar a partida, mas ainda levou um grande susto. Lewandowski recebeu de costas para a área, girou sem perder para o marcador, invadiu e chutou, mas Neuer defendeu.

Na resposta, Muller recebeu cobrança de escanteio e desviou de cabeça para fora. Antes do fim do primeiro tempo, Robben perdeu mais uma chance. Depois de erro da defesa, o holandês chutou alto e observou a defesa do goleiro Weidenfeller.

O Bayern começou o segundo tempo com mais presença na frente. Depois de cobrança de escanteio, Martínez desviou e Mandzukic cabeceou fraco, nas mãos do goleiro. Porém, aos 15, o time de Munique abriu o placar. Ribery recebeu pela esquerda da área e, mesmo cercado por defensores, tocou para Robben, que driblou o goleiro e tocou para o meio, onde apareceu Mandzukic para finalizar para o gol aberto.

No entanto, o Borussia não se abalou com o revés e conseguiu chegar ao empate, depois que o árbitro italiano Nicola Rizzoli assinalou pênalti para o time de Dortmund, no lance em que o brasileiro Dante perdeu o tempo da bola e acabou acertando um chute em Reus. Aos 21, Gundogan fez a cobrança para igualar a contagem.

O jogo esquentou depois do empate, e Ribery e Grosskreutz foram advertidos com cartão amarelo depois de terem discutido. Instantes depois, Muller pediu falta na entrada da área, mas o árbitro deu vantagem, que o Bayern não conseguiu aproveitar.

Com a partida nervosa, o Bayern levou perigo novamente aos 41. Lahm cruzou rasteiro da direita, Muller deixou passar e Schweinsteiger finalizou com força, para grande defesa. Aos 44, Robben recebeu na área em toque de calcanhar de Ribery, driblou o marcador e bateu fraco para fazer o gol.

FICHA TÉCNICA
BORUSSIA DORTMUND 1 X 2 BAYERN DE MUNIQUE

Local: Wembley, em Londres (Inglaterra)
Data: 25 de maio de 2013, sábado
Horário: 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Nicola Rizzoli (Itália)
Assistentes: Renato Faverani e Andrea Stefani (ambos da Itália)
Cartões amarelos: Grosskreutz (Borussia). Dante e Ribery (Bayern)
GOLS: BORUSSIA: Gundogan, aos 23 minutos do segundo tempo
BAYERN: Mandzukic, aos 15, e Robben, aos 44 minutos do segundo tempo

BORUSSIA: Weidenfeller; Piszczek, Subotic, Hummels e Schmelzer; Gundogan, Bender (Sahin) e Grosskreutz; Blaszczykowski (Schieber), Reus e Lewandowski
Técnico: Jurgen Klopp

BAYERN: Neuer; Lahm, Boateng, Dante e Alaba; Schweinsteiger, Javi Martínez, Ribery (Luiz Gustavo), Robben e Muller; Mandzukic (Mário Gomez)
Técnico: Jupp Heynckes

* com Gazeta

    Leia tudo sobre: Bayern de Munique