Zagueiro não estava no Bayern de Munique em 2012. O atleta ainda jogava pelo modesto Borussia Mönchengladbach quando o seu atual clube amargou três vice-campeonatos

Grande destaque do Bayern de Munique na temporada, o zagueiro Dante quase foi o vilão da equipe bávara na final da Liga dos Campeões da Europa, neste sábado, contra o Borussia Dortmund, em Wembley . Autor do pênalti que originou o empate aurinegro aos 21 minutos do segundo tempo, o brasileiro se mostrou aliviado com a vitória do Bayern ao fim do jogo e relembrou os fracassos do ano passado para comemorar o título europeu desta temporada.

Robben supera fama de “amarelão” e vira herói do título do Bayern

Dante não estava no Bayern de Munique em 2012. O atleta ainda jogava pelo modesto Borussia Mönchengladbach quando o Bayern de Munique amargou três vice-campeonatos: do Campeonato Alemão, da Copa da Alemanha e da Liga dos Campeões da Europa, em plena Allianz Arena.

Um ano depois, já campeão alemão e europeu pelo mesmo Bayern de Munique, o zagueiro não esqueceu das decepções da última temporada para exaltar a conquista continental deste sábado.

"Ano passado muitas pessoas tiraram sarro da gente, por causa dos três vice-campeonatos. Dessa vez, estava tudo engasgado e conseguimos, enfim, ser campeões", afirmou o brasileiro, em entrevista à Espn Brasil , logo após o 2 a 1 contra o Borussia Dortmund.

Klopp lamenta derrota do Dortmund, mas exalta o time: "Fomos finalistas dignos"

"É um momento sem explicação, um campeonato que tem muito valor. Depois da Copa do Mundo, o torneio mais importante é a Champions. Esse é um título que o Bayern estava tentando ganhar há muito tempo", completou o zagueiro. Apesar de ter muito prestígio com a torcida bávara, Dante quase estragou o sonho do quinto título europeu do Bayern ao cometer um pênalti em Marco Reus, aos 21 minutos do segundo tempo. A equipe comandada por Jupp Heynckes vencia o jogo por 1 a 0, quando o brasileiro errou o tempo de uma jogada e acertou uma solada na barriga do atacante alemão.

"Foi um lance complicado. Eu ainda tentei me segurar, mas o Reus foi muito inteligente. Ele deu o toque na bola e esperou o choque. Hoje em dia não se pode atacar o adversário dentro da área. Qualquer coisa é pênalti", afirmou Dante.

Apesar de Gündogan ter convertido a penalidade, o Bayern se recuperou e conseguiu vencer, com gol de Robben aos 44 minutos, conquistando o quinto título europeu de sua história.

    Leia tudo sobre: bayern de munique
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.