Dortmund ou Bayern. Quem leva o sétimo título alemão da Liga dos Campeões?

Por Mário André Monteiro - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Enquanto o Borussia busca o bicampeonato na competição, a equipe de Munique tenta o penta da Champions. Além deles, o Hamburgo também já conquistou o torneio europeu

Getty Images
Estádio de Wembley, em Londres, vai receber a grande final da Champions

Está chegando a hora da primeira final alemã da história da Liga dos Campeões da Europa. Borussia Dortmund e Bayern de Munique estarão frente a frente no estádio de Wembley, em Londres, às 15h45 (de Brasília) deste sábado, tentando o 7º título germânico na competição. Os bávaros têm quatro conquistas (1974, 75, 76 e 2001) e buscam o penta, enquanto os aurinegros tentam o bicampeonato - ganharam em 1997. O outro time que venceu o torneio foi o Hamburgo, em 1983.

Veja: Decisão da Champions envolve quatro brasileiros e filho de ex-atacante do Flu

E a tendência é que a decisão alemã seja bastante movimentada, já que os rivais têm estilos de jogo parecidos e prezam pela ofensividade. O esquema utilizado por ambos também é igual, o moderno 4-2-3-1, com dois zagueiros altos e dois laterais que apoiam bastante o ataque, um volante mais de marcação – Bender e Martínez – e outro mais técnico – Gündogan e Schweinsteiger -, três meia-atacantes e um homem de referência na área.


Clique e comente sobre a final da Liga dos Campeões com outros internautas do iG

Para o duelo na Inglaterra, o Borussia terá um desfalque importante. O meia-atacante Mario Götze sentiu uma lesão muscular na semifinal diante do Real Madrid, na Espanha, não se recuperou a tempo e vai desfalcar o time de Dortmund contra seu futuro clube - ele já está vendido e vai se apresentar ao Bayern na próxima temporada.

Reuters
Grosskreutz é um dos candidatos a ficar com a vaga de Mario Götze no Borussia Dortmund

Dois jogadores disputam a vaga deixada por Götze: Grosskreutz e Sahin. O treinador Jurgen Klopp ainda tem dúvidas sobre qual dos atletas começa entre os titulares, mas se mostra bastante confiante em conseguir o título, apesar de considerar o adversário favorito.

Você viu? Dominando a Europa, futebol alemão leva também a Champions feminina

"Obviamente que não somos favoritos, mas não vejo porque o Bayern não deva sentir a mesma pressão de vencer. A espera é tremenda, mas temos tudo para vencer e é só isso que interessa. São duas equipes fortes, por isso estão aqui. Serão os pequenos detalhes que vão fazer a diferença", avaliou o comandante.

O zagueiro Mats Hummels se machucou no último jogo da Bundesliga e não está completamente recuperado, mas avisou que tem condição suficiente para jogar a final e que vai para o embate. "Não foi apenas um susto, foi um pouco mais, mas posso jogar. O tornozelo não está como antes da contusão, mas está aceitável para jogar", disse o defensor.

Confira a análise: Na teoria, Bayern leva vantagem sobre o Dortmund na decisão

Pelos lados do Bayern de Munique, o técnico Jupp Heynckes deve manter a mesma equipe que arrasou o poderoso Barcelona nas semifinais, vencendo por 7 a 0 no placar agregado. A única ausência relevante será a de Toni Kroos, que era titular absoluto e se machucou ainda no primeiro jogo das oitavas de final contra a Juventus, na Allianz Arena. Ele só volta na temporada que vem.

EFE
Thomas Müller mostra confiança para a final da Champions League em Londres

E a confiança toma conta da equipe vermelha. Para Thomas Müller, por exemplo, o Bayern de Munique não tem pontos fracos. "Os nossos pontos fracos? Tavez devessem perguntar isso ao Dortmund. Penso que não temos qualquer ponto fraco. Disputamos muitos jogos sem sofrer gols e estamos com bom pressentimento para essa final", disse o meia-atacante, admitindo que está tranquilo para o duelo.

Blog do Alemão: Curiosidades e coincidências que marcam a decisão alemã

"Os outros jogadores não têm a mesma experiência que eu. Não me sinto tão nervoso como nas duas últimas finais. Será um jogo normal de Liga dos Campeões. Claro que me vou arrepiar, mas os jogadores precisam disso. Sabemos o que está em jogo", finalizou Müller.

O capitão Philipp Lahm foi um pouco mais comedido que o companheiro, mas ainda assim exaltou a qualidade do seu time. "É preciso dizer claramente que a vitória não está garantida. Mas se olharmos para o passado e para os anos mais recentes, este é um grande passo para nós. Estamos mais maduros e tivemos um grande desenvolvimento. Por isso, por que não ganhar?", questionou o lateral direito.

FICHA TÉCNICA
BORUSSIA DORTMUND X BAYERN DE MUNIQUE

Local: Estádio de Wembley, em Londres (Inglaterra)
Data: 25 de maio de 2013, sábado
Horário: 15h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)
Assistentes: Renato Faverani (ITA) e Andrea Stefani (ITA)

BORUSSIA DORTMUND: Weidenfeller, Piszczek, Subotic, Hummels e Schmelzer; Bender, Gündogan, Kuba, Grosskreutz (Sahin) e Reus; Lewandowski.
Técnico: Jurgen Klopp.

BAYERN DE MUNIQUE: Neuer, Lahm, Boateng, Dante e Alaba; Martínez, Schweinsteiger, Ribéry, Robben e Müller; Mandzukic.
Técnico: Jupp Heynckes.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas