Meia do Atlético-MG deixou o campo após o empate em 2 a 2 com o Tijuana pela Libertadores reclamando de dores na coxa esquerda

Bernard, meia do Atlético-MG
Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Bernard, meia do Atlético-MG

Apesar do empate conquistado fora de casa contra o Tijuana, nem tudo foi favorável ao  Atlético-MG  no primeiro duelo pelas quartas de final da Libertadores. O meia-atacante Bernard deixou o campo reclamando de dores na coxa esquerda. O jogador, porém, fez questão de tranquilizar a torcida afirmando que a lesão não grave. Além disso, aproveitou para criticar a grama sintética do estádio Caliente.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"É porque o campo tem muita instabilidade. Qualquer arranque acaba forçando o músculo. Foi coisa de leve, nada preocupante. Para a lesão não agravar, eu saí. Até porque preciso estar 100% para o jogo de volta. Agora é momento de fazer o reforço. Antes tem o jogo com o Coritiba e depois é pensar nessa decisão. Vou fazer de tudo para estar no próximo jogo", disse Bernard à Fox Sports .

Assim como Bernard, o médico atleticano, Rodrigo Lasmar, ainda tranquilizou os torcedores, confirmando que a lesão não é grave e que a substituição do jogador foi apenas para preservá-lo. Segundo Lasmar, Bernard não deverá ser problema para o jogo de volta, no Independência.

"Ele abriu muito a perna e sentiu uma fisgada. Durante o jogo se queixou de dores na região do músculo posterior da coxa esquerda e, conversando no intervalo, achei que seria importante preservá-lo para não agravar uma possível lesão. Mas ele está bem, se sentiu melhor depois do jogo, não teve piora. Acredito que tenha sido apenas um susto", declarou.

Os comandados de Cuca arrancaram um empate do Tijuana, por 2 a 2, na manhã desta quinta. Para avançar às semifinais da Libertadores, os alvinegros poderão até empatar por 1 a 1, em Belo Horizonte. Novo 2 a 2 levará a decisão da vaga aos pênaltis.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.