São Paulo cessa contratações até parada do Brasileiro e janela internacional

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo disse à Rádio Globo o diretor de futebol Adalberto Baptista, "o elenco nunca está fechado"

Reprodução/Site oficial do São Paulo
Caramelo e Roni foram os últimos reforços do São Paulo

Após contratar destaques do interior paulista, o São Paulo aguarda a abertura da janela de transferências internacionais, em julho, para reforçar seu elenco. Para as primeiras cinco rodadas do Campeonato Brasileiro, antes da parada da Copa das Confederações, os jogadores à disposição de Ney Franco serão os que já treinam em Cotia.

Chateado com Juvenal, Luis Fabiano admite procura e possível saída

Segundo disse à Rádio Globo o diretor de futebol Adalberto Baptista, "o elenco nunca está fechado, porque o clube sempre está atento a oportunidades de mercado". Ainda assim, em sua opinião, "neste momento, o elenco apto para a primeira fase da competição".

O treinador assente. "Os jogadores que porventura vierem, me parece, serão de fora do País. A famosa janela tem que ser respeitada. Temos elenco para iniciar a competição", disse, após a vitória por 2 a 1 em amistoso contra o Londrina, no último teste antes da estreia - marcada para domingo, contra a Ponte Preta, em Campinas.

Além da Ponte, antes da pausa de um mês no calendário, a equipe terá pela frente Vasco (Morumbi), Atlético-MG (Independência), Goiás (Morumbi) e Grêmio (Arena Grêmio). O compromisso seguinte será em 7 de julho, diante do Santos, como mandante. A expectativa é de que até o clássico novos reforços sejam anunciadas.

Ventila-se atualmente a possibilidade de contratação do lateral direito Maicon, do volante Felipe Melo e do atacante Vágner Love, todos no futebol europeu. Também foi incluído nas especulações recenteso nome do centroavante peruano Pizarro, do Bayern de Munique.

"Em alguns momentos, tenho tido queixas em relação à parte ofensiva, mas, com a volta do Osvaldo e a contratação do Silvinho, além dos garotos que a gente subiu - o Lucas Evangelista e o Régis -, começamos a solucionar os problemas e temos condições de levar essa equipe a pontuar até a parada", opinou Ney Franco.

Leia tudo sobre: adalberto baptistaney francosão pauloigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas