Nas quatro partidas que fez dentro de casa na atual edição da Libertadores, time mexicano venceu três vezes e empatou uma

Atlético-MG conquistou título mineiro no domingo
Yuri Edmundo/Gazeta Press
Atlético-MG conquistou título mineiro no domingo

Embalado pelo título do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG inicia nesta quinta-feira a disputa com o Tijuana por uma vaga na semifinal da Libertadores. Às 21h30 (de Brasília), o time comandado por Cuca vai ao campo sintético do estádio Caliente, onde o clube mexicano soma três vitórias e um empate em quatro jogos disputados nesta edição da competição.

Se os atleticanos superarem o cansaço e o gramado sintético, deixarão a classificação encaminhada. Além disso, o time manterá uma escrita: a de nunca ter sido derrotado em solo mexicano. Foram cinco jogos até hoje, com três vitórias e dois empates.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

As três primeiras partidas do Atlético-MG no México foram amistosos disputados em 1972. Em 23 de julho, empate sem gols com a seleção mexicana B, no estádio Jalisco. Uma semana mais tarde, vitória por 4 a 2 sobre a seleção mexicana principal, no estádio León. Em 2 de agosto, novo triunfo, desta vez sobre a seleção mexicana B, pelo placar de 2 a 0. Já em 1985, no dia 19 de agosto, empatou por 3 a 3 com o Chivas Guadalajara, de novo no Jalisco. Quatro dias depois, venceu o San Francisco por 2 a 1 no Domingo Velázquez.

LIBERTADORES: Gramado sintético e altitude ajudam novatos sobreviventes

Se depender da simpatia e do carinho dos mexicanos, o Atlético-MG vai manter os números positivos. O craque Ronaldinho Gaúcho tem sofrido forte assédio dos fãs, que marcaram presença em grande número em um treinamento, somente para ver o jogador, que é considerado uma verdadeira estrela.

Apesar da euforia dos mexicanos, Ronaldinho sabe que a missão do Galo não é simples. O jogador já atuou em grama sintética nos tempos do Barcelona, e afirma que é bem diferente de jogar em gramado natural. "Já tive a experiência de jogar em grama sintética no Barcelona e também em peladas de final de ano. Muda bastante, mas o Atlético-MG está preparado para conquistar um bom resultado", declarou.

No Tijuana, uma das apostas para superar o Galo é o atacante Fidel Martínez, que é conhecido da torcida mineira, já que passou pelas categorias de base do Cruzeiro. O jogador sabe das dificuldades que os Xolos terão, mas lembra que costumava dar sorte quando enfrentava o Atlético-MG pela base da Raposa.

"Lembro muito de Belo Horizonte sempre. Tenho muitos amigos lá. Já fiz gol pela base, no sub-20, contra o Atlético-MG. Tomara que consiga de novo. Mas será um jogo diferente, o time do Atlético-MG é muito rápido. O pessoal está tranquilo. Se Deus quiser, vamos conseguir um resultado positivo", disse.

Para escalar o time, o técnico Antonio Mohamed tem apenas um desfalque em relação ao time que eliminou o Palmeiras, dentro do Pacaembu. O zagueiro Aguilar foi expulso contra o Verdão é desfalque certo. A tendência é que o treinador da equipe mexicana Ortíz ao lado de Núñez formando a defesa do Tijuana.

FICHA TÉCNICA - TIJUANA X ATLÉTICO-MG
Local: Estádio Caliente, em Tijuana (México)
Data: 23 de maio de 2013 (quinta-feira)
Horário: 21h30 (horário de Brasília) 
Árbitro: José Hernando Buitrago (COL)
Assistentes: Wilmar Navarro (COL) e Wilson Berrio (COL)

TIJUANA: Carlos Saucedo; Juan Carlos Núñez, Ortíz, Gandolfi e Edgar Castillo; Pellerano, Fernando Arce, Corona e Richard Ruíz; Fidel Martínez e Riascos.
Técnico: Antonio Mohamed

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Júnior César; Pierre, Leandro Donizete, Tardelli e Ronaldinho; Bernard e Jô.
Técnico: Cuca

*com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.