Romário critica CBF e suspeita de exames de doping no Campeonato Paulista

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Ex-jogador da seleção brasileira afirma que a entidade estaria validando exames de controle antidoping em laboratório que não é credenciado pela WADA

Futura Press
Romário, ex-atacante e atual deputado federal

O deputado federal Romário voltou a fazer duras críticas à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) nesta terça-feira. Através de sua página no Facebook, o ex-jogador da seleção brasileira afirmou que a entidade estaria validando exames de controle antidoping em laboratório que não é credenciado pela Agência Mundial Antidoping, conhecida mundialmente como WADA.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Obtive a informação de que a CBF está validando exames de controle antidoping em laboratório que não é credenciado pela Agência Mundial Antidoping, a conhecida WADA, em inglês. Na América do Sul, apenas um laboratório é credenciado pela WADA, o Ladetc, da Universidade Federal do Rio de Janeiro", escreveu o atual deputado federal.

Romário foi mais além em seu texto e afirmou que a Federação Paulista seria a entidade estaria desrespeitando a norma, realizando exames em um laboratório não-credenciado, o que abre espaço para questionamentos sobre a ausência de casos de dopping no Estadual. O deputado, que pediu uma atitude mais rígida por parte da CBF, alegou que o ocorrido em São Paulo é estranho e perigoso.

"Agora, de forma inerte, a CBF está aceitando que a Federação Paulista de Futebol realize os exames dos jogadores que disputam o Campeonato Paulista no Laboratório da Universidade de São Paulo. Esse desrespeito nos leva a suspeitar dos resultados apurados naquele laboratório, que podem contribuir para esconder resultados positivos que, assim, não seriam do conhecimento da FIFA e da própria WADA e, se descobertos, poderiam ser desconsiderados, justamente por não serem de um laboratório credenciado", completou o ex-jogador.

Romário foi eleito senador pelo PSB-RJ nas eleições do último dia 5/10. Foto: Alex Falcão/Futura PressRomário chegou a elogiar José Maria Marin em um encontro com o dirigente em Brasília. Hoje, é seu maior crítico. Foto: Divulgação/ CBFQuando Ricardo Teixeira entregou o cargo na CBF, Romário não perdeu tempo para comemorar a saída do cartola. Foto: Futura PressMazinho, Bebeto e Romário comemoram gol do Brasil na Copa do Mundo de 94. Foto: Getty ImagesRomário beija a taça após a conquista do tetra nos EUA, em 1994. Foto: Getty ImagesRomário e Ronaldo em ação juntos pela seleção na Copa das Confederações de 1997. Foto: Getty ImagesNo PSV, Romário jogou quatro anos até se transferir para o Barça. Foto: Getty ImagesPelo Barcelona, Romário passa por jogadores do Milan na final da Copa dos Campeões de 1994. Foto: Getty ImagesRomário comemora gol pelo Vasco ao lado de Edmundo. Foto: AERomário trocou o Flamengo pelo Fluminense em 2002. Foto: AERomário atende fãs na Assembléia Legislativa de São Paulo. Foto: Paulo Passos/iGRicardo Teixeira, Romário e Parreira em encontro antes da Copa de 2010. Foto: Getty ImagesRicardo Teixeira, Romário e Ronaldo no Comitê Organizador Local. Foto: Agência O Globo

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: RomárioCBFCampeonato Paulista 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas