O meia de 21 anos também assumiu a sua parcela de culpa pela queda e vê acesso como obrigação para o time paulista

Fábio Santos e Patrick Vieira dividem lance no Corinthians e Palmeiras deste domingo
Gazeta Press
Fábio Santos e Patrick Vieira dividem lance no Corinthians e Palmeiras deste domingo

Neste sábado, contra o Atlético-GO, o Palmeiras estreará na Série B do Campeonato Brasileiro. E Patrick Vieira ainda se sente responsável por isso. Embora tenha ganhado chances só na reta final da campanha que rebaixou o clube pela segunda vez em sua história, o meia de 21 anos assume sua culpa.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Se o time caiu, também foi culpa minha. Nada mais justo do que eu me doar em campo e ajudar os meus companheiros a voltar", comentou o jogador, ressaltando que essa responsabilidade extra o deia ainda mais motivado para entrar em campo.

Vetado desde 2 de abril por pancada na coxa esquerda, o jogador ainda é dúvida para a partida deste fim de semana, em Itu, mas está ansioso para ter a oportunidade de se recuperar depois de participar das últimas rodadas do Brasileiro do ano passado.

Subir é uma obrigação não só na visão do presidente Paulo Nobre, mas também para Patrick Vieira. "Pela história do Palmeiras, tudo que o Palmeiras representa, tem que voltar para a Série A. Não deveria nem ter saído. É obrigação nossa e vamos trabalhar para subir", prometeu.

A pressão que o próprio jogador se impõe com suas declarações não o assusta. "É normal. Como o Palmeiras é grande, a pressão existe em todos os campeonatos. É entrar em campo sabendo da nossa responsabilidade de conseguir os três pontos", simplificou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.