Técnico do Borussia Dortmund foi sondado para dirigir o rival da Champions League há cinco anos, quando estava de saída do Mainz

Técnico do Borussia Dortmund, Jürgen Klopp já esteve muito próximo do Bayern de Munique, justamente o adversário deste sábado, pela final da Liga dos Campeões da Europa. Em 2008, o único problema foi a concorrência ‘desleal’ com o xará Jürgen Klinsmann, hoje na seleção dos Estados Unidos.

Veja: Decisão da Champions envolve quatro brasileiros e filho de ex-atacante do Flu

Jurgen Klopp, técnico do Borussia Dortmund
Getty Images
Jurgen Klopp, técnico do Borussia Dortmund

"O presidente do Bayern me perguntou se eu poderia me encontrar com ele. Respondi: ‘Sim, senhor; Acho que não tem problema’. Ele me disse que estava interessado em dois técnicos, e que eu era um deles", revelou Klopp em entrevista ao jornal inglês The Guardian .

Há cinco anos, Klopp, no modesto Mainz 05 - o único time que havia treinado até então -, concorreu com Klinsmann, que tinha acabado de comandar a seleção da Alemanha na Copa do Mundo de 2006. Na época, o mandatário Franz Beckenbauer não teve dúvidas para optar pelo nome mais experiente.

"Mais tarde, percebi que o presidente do Bayern tinha optado pelo Klinsmann. Não foi nada frustrante para um treinador da Segunda Divisão, como era meu caso, perder o lugar para uma referência do futebol", explicou Klopp, que poderá provar o erro de Beckenbauer neste final de semana.

Em Wembley, em Londres, Borussia Dortmund e Bayern de Munique irão decidir o título de melhor equipe da Europa. Os dois eliminaram os favoritos Real Madrid e Barcelona, respectivamente, nas semifinais. O jogo está marcado para as 15h45 (de Brasília).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.