No último domingo, o presidente do Atlético-MG disse que bater no Cruzeiro é gostoso, mas que já está perdendo a graça

O presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, aproveitou o título Mineiro para cutucar o arquirrival Cruzeiro, ao afirmar que a Raposa ainda vai sofrer nas mãos do Galo por mais alguns anos. O mandatário alvinegro disse ainda que bater no Cruzeiro é gostoso, mas que já está perdendo a graça. Nesta segunda-feira, veio a resposta do gerente de futebol celeste, Valdir Barbosa, que afirmou não ficar incomodado com as declarações.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Não incomoda de forma nenhuma. A provocação, quando tem embasamento, aí sim ela incomoda. Quando não tem título importante há quase 50 anos, o que podem dizer. Estou no Cruzeiro há 17 anos e nunca, por parte da diretoria, fomos comemorar título mineiro em via pública. A gente faz festa para o que importa, título de Libertadores, Brasileiro, Copa do Brasil. Quando tem muita importância, tem espaço para comemorar. O Mineiro é coisa comum para nós", alfinetou.

Valdir Barbosa demonstrou confiança no elenco do Cruzeiro para a disputa do Brasileiro. "Terminamos o Mineiro com duas vitórias sobre eles. E decisão é emoção. O elenco, pelo que apresentou, tem total condição de chegar bem e conquistar a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro", disse.

Leia mais: Fábio alfineta Atlético-MG e diz que rival só sabe jogar no Independência

O dirigente cruzeirense negou que a Raposa esteja contratando o zagueiro Henrique e revelou que deve ceder alguns atletas ao Vasco no decorrer desta semana. "A reunião será com o Renê Simões, em Belo Horizonte. Ele virá essa semana aqui para conversamos. Não existe nenhum jogador à disposição ainda. Nós colocaremos na pauta alguns nomes que não fazem parte dos nossos planos. Caberá ao Vasco aceitar ou não", comentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.