Emerson revela reunião com funcionários e torcida como inspiração

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Atacante lembrou semana triste após eliminação para o Boca Juniors na Libertadores e ressaltou a "família" Corinthians

Djalma Vassão/Gazeta Press
Emerson sofre com a marcação da defesa do Santos durante a final do Paulistão

Emerson Sheik é um dos mais ferrenhos defensores de Tite no elenco do Corinthians. Nesta segunda-feira, dia seguinte à conquista do Campeonato Paulista, não foi diferente.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O atacante creditou ao técnico a rápida recuperação da equipe após a eliminação da Copa Libertadores da América, na última quarta-feira, e revelou uma reunião motivacional promovida pelo treinador com a maior diversos funcionários do clube.

"O Corinthians é uma família. A última semana foi muito triste para todos nós, para o futebol brasileiro, por tudo o que aconteceu. E o Tite fez algo muito bonito. Ele nos surpreendeu e reuniu todos os funcionários, não só os atletas, e falou por uns 15 minutos, mostrou um vídeo, mostrou o que é o Corinthians. O grupo todo é muito bom, não só os cerca  jogadores que estão lá. Tem uma galera pesada que faz tudo acontecer", disse à TV Bandeirantes.

O encontro com outros funcionários não foi a única novidade posta em prática por Tite antes do empate pro 1 a 1 com o Santos, que deu o título ao Timão. Emerson revelou que o treinador usou também o apoio mostrado pela torcida, após o empate também por 1 a 1 com o Boca Juniors, para motivar os jogadores.

"É aí que entra o Tite. Só quem o tem como técnico pode tirar essa onda, e nós temos. Ele entrou com toda a experiência, tem o grupo no mão, nos convenceu de que precisávamos virar a página. O Tite não fala muito do torcedor nas palestras dele, mas desta vez falou bastante", afirmou.

Conhecido também pela irreverência e pelas declarações bem-humoradas, Sheik não perdeu a oportunidade de brincar com as comemorações pela conquista do título, realizadas em uma casa noturna da zona sul de São Paulo na madrugada dessa segunda. "Agora eu tenho que dar bom dia ou boa tarde?", disse, aos risos.

Leia tudo sobre: corinthianstiteemerson sheikigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas