Depois de golear o primeiro jogo por 7 a 3, equipe rubro-negra empatou em 1 a 1 e assegurou a conquista do Campeonato Baiano

Dinei é abraçado pelos companheiros após marcar o gol do Vitória diante no Bahia, no Barradão
EDSON RUIZ / Gazeta Press
Dinei é abraçado pelos companheiros após marcar o gol do Vitória diante no Bahia, no Barradão

Em crise após a eliminação na Copa do Brasil e a goleada vexatória, por 7 a 3, no primeiro jogo da decisão do Campeonato Baiano, o Bahia entrou em campo neste domingo para "honrar a camisa" do clube, já que o título era muito difícil. O Vitória , por sua vez, estava em situação bastante confortável e, em ritmo de festa, contou com o apoio de sua torcida. Dentro de campo, o Leão da Barra não demorou para a abrir o placar, mas o Tricolor empatou no segundo tempo. O empate em 1 a 1 confirmou o título rubro-negro.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Empurrado por sua torcida, o Vitória dominou o jogo desde os minutos iniciais. Aos 18 minutos, o atacante Dinei balançou as redes e fez o primeiro do Leão da Barra. Na volta do intervalo, o time da casa diminuiu o ritmo de jogo, o Bahia cresceu e conseguiu empatar com Fernandão, dando números finais ao jogo.

Apesar de não ter conseguido o triunfo, os mais de 32 mil torcedores do Vitória presentes no Estádio do Barradão pouco se importaram com o resultado e comemoraram o título estadual. Depois de dois vice-campeonatos, o Leão da Barra voltava a conquistar o Estadual, confirmando seu 26º título.

Veja as fotos de outros estaduais pelo Brasil neste domingo:

O jogo

Com a goleada do Vitória sobre o Bahia no primeiro jogo, por 6 a 2, na Arena Fonte Nova, o Campeonato Baiano estava praticamente definido. O Tricolor precisava espantar a crise e fazer um resultado histórico no Estádio do Barradão, mas nem seus próprios torcedores acreditavam. Poucos minutos antes do início da partida, apenas dez ingressos haviam sido vendidos para o setor dos visitantes.

O panorama das arquibancadas refletiu dentro de campo, já que o Vitória começou o confronto decisivo melhor do que o adversário. Aos cinco minutos, o meia Renato Cajá carregou a bola, cruzou para a área e encontrou Gabriel sem marcação. O jogador do Vitória, no entanto, mandou por cima do gol.

Desta forma, o Leão da Barra logo conseguiu balançar as redes, ficando muito perto do título. Aos 18 minutos, Nino Paraíba usou de sua força ofensiva, chegou bem ao ataque, recebeu dentro da área e serviu Dinei. O atacante, na mesma linha dos zagueiros, mandou para o fundo do gol e fez o primeiro gol rubro-negro.

O lance gerou algumas reclamações por parte do Bahia, que melhorou no jogo, mas não conseguiu igualar o marcador. O Vitória, por sua vez, teve a melhor chance para balançar as redes no final da etapa inicial. Aos 40 minutos, a zaga tricolor bateu cabeça, Titi e Omar se enrolaram e a bola foi em direção ao gol. Jussandro chegou na cobertura e afastou em cima da linha.

O clima era festivo, a torcida do Vitória provocava o rival e já comemorava o título de forma antecipada, mas um fato inusitado animou ainda mais os rubro-negros. Ainda na primeira etapa, um cachorro entrou no campo e demorou para ser tirado. Tudo era motivo de festa nas arquibancadas do Barradão.

Na volta para o segundo tempo, a chuva apertou, o Vitória esfriou o jogo e pouco conseguiu criar. O Bahia, por sua vez cresceu na partida e conseguiu empatar com Fernandão. O atacante, que havia marcador dois gols na derrota na Arena Fonte Nova, recebeu sem marcação, carregou a bola em direção ao gol, invadiu a área e tocou na saída do goleiro.

Apesar do gol de empate, a torcida do Vitória continuou fazendo festa, sem se importar com o empate de sua equipe. Em quatro jogos na temporada, sendo três na Arena Fonte Nova, o Leão da Barra não perdeu para o rival. Desta forma, os rubro-negros aproveitaram para provocar o Bahia e colocaram os resultados das duas últimas goleadas - 5 a 1 e 7 a 3 - nas arquibancadas.

Veja outras imagens de títulos estaduais pelo Brasil neste domingo


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.