Sem palavras, Simeone deixa crédito por taça para elenco do Atlético de Madri

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Após faturar a Liga Europa na última temporada, técnico comandou a equipe à conquista da Copa do Rei, justamente sobre o rival Real Madrid

Reuters
Atlético de Madri é o campeão da Copa do Rei 2012/2013

Contratado em 2012, no meio da temporada europeia, Diego Simeone era uma aposta arriscada da diretoria do Atlético de Madri. Como jogador, o argentino havia brilhado pelos colchoneros e precisou de pouco tempo para conquistar a torcida novamente. Depois de faturar a Liga Europa de maneira arrasadora, o técnico levantou nesta sexta-feira a Copa do Rei, justamente sobre o rival Real Madrid.

Nos tempos de atleta, Simeone ganhou fama pela virilidade e pela malandragem, mas não trouxe esse estilo para o elenco do Atlético. O treinador de apenas 43 anos montou um esquema ofensivo, apostou em jogadores sul-americanos e nos trabalhos de motivação nos vestiários.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Apesar da idolatria da torcida e dos elogios da imprensa, o argentino não aceitou ficar com os méritos da décima Copa do Rei conquistada, passando a responsabilidade do título para seus comandados. Negando ter usado algum material diferente para inflar os ânimos atleticanos, Simeone não escondeu a alegria com mais um título e quer que a equipe da capital se mantenha no mesmo caminho na próxima temporada.

"Foi uma partida incrível. Ainda tivemos a sorte que se precisa ter para sermos campeões. Não tenho palavras para estes jogadores. Agora temos que seguir pensando em crescer, em seguir melhorando. Eu não disse nada de especial para ganharmos, disse o que digo sempre", falou o treinador emocionado à TVEno gramado do Santiago Bernabéu.

No comando do Atlético de Madri, Diego Simeone já havia conquistado a Liga Europa em 2011/12 de maneira invicta. Nesta sexta-feira, ajudou os colchoneros a conquistarem a décima Copa do Rei da história do clube graças aos gols dos brasileiros Diego Costa e Miranda.

*Com Gazeta

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas