Muricy se esquiva de polêmicas com arbitragem: “Não falo sobre isso"

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Técnico do Santos preferiu não polemizar acerca da arbitragem de Carlos Amarilla na partida entre Corinthians e Boca Juniors na quarta

A arbitragem do paraguaio Carlos Amarilla foi um dos assuntos mais questionados pelos jogadores do Corinthians, após o empate do Timão com o Boca Juniors, na última quarta-feira, no Pacaembu, que decretou a eliminação do clube do Parque São Jorge nas oitavas de final da Copa Libertadores da América. Mas o técnico do Santos, Muricy Ramalho, preferiu se esquivar sobre o tema, as vésperas da decisão do Campeonato Paulista, diante dos corintianos.

Flickr/Santos F.C.
Muricy Ramalho, técnico do Santos

"Eu não falo de árbitro, nem antes, nem depois dos jogos. Acredito que eles são corretos e erram, como eu erro, você erra. Não é a minha linha transferir (a responsabilidade dos resultados) para a arbitragem", disse Muricy.

A polêmica envolvendo a arbitragem atingiu até o Paulistão. Tanto que a Federação Paulista de Futebol afastou Rodrigo Braghetto do jogo decisivo do Estadual. A alegação para a mudança ocorreu "a fim de evitar qualquer tipo de polêmica que pudesse prejudicar a competição, já que a empresa do árbitro, Apto Esportes, presta serviços ao departamento amador do Sport Club Corinthians Paulista". A notícia fez com que Braghetto anunciasse a sua retirada dos gramados.

Um novo sorteio foi realizado e Guilherme Ceretta de Lima será o responsável por apitar a partida final do Paulista, no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), na Vila Belmiro.

Apesar da polêmica, Muricy Ramalho evitou lançar dúvidas e elogiou o desempenho da arbitragem no Paulistão. "Não vejo grandes erros no futebol paulista. Eu não vejo nada de diferente do que tem por aí. Aconteceu na quarta (com o Corinthians, na Libertadores), mas não é a ‘minha praia’ ficar falando disso, não", concluiu.

Leia tudo sobre: santosmuricy ramalhoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas