Miranda faz o gol do título do Atlético de Madri contra o Real na Copa do Rei

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Além do zagueiro, o atacante brasileiro Diego Costa também deixou sua marca no dérbi espanhol. Cristiano Ronaldo anotou o tento dos merengues

Reuters
Atlético de Madri é o campeão da Copa do Rei 2012/2013

Principais rivais da capital da Espanha, Real Madrid e Atlético de Madri fizeram jogo emocionante na decisão da Copa do Rei, nesta sexta-feira, no Santiago Bernabéu. Com gols de Cristiano Ronaldo e Diego Costa, o jogo terminou empatado por 1 a 1 no tempo regulamentar. Na prorrogação, a estrela do brasileiro Miranda brilhou e o zagueiro marcou, aos oito minutos do primeiro tempo, o gol que deu o título ao time alvirrubro.

Especulado no Real Madrid, Pirlo diz que permanece na Juventus

A partida ganhou tom dramático na prorrogação. Já no segundo tempo, Cristiano Ronaldo foi expulso por cometer falta dura Gabi e iniciou grande confusão em campo. No entanto, o Atlético de Madri soube controlar seus nervos e garantiu seu décimo título da competição nacional.

PSG estaria disposto a pagar R$ 261 milhões por Cristiano Ronaldo

Além do título, o triunfo deste sábado ainda garantiu ao time alvirrubro a quebra de jejum de 14 anos sem vitória sobre o Real Madrid. Neste período, foram 25 partidas em que o clube branco não saiu de campo derrotado.

Esta foi a quinta vez que os adversários tradicionais decidiram a Copa do Rei. O Atlético de Madri triunfou em quatro oportunidades (1959/1960, 1960/1961, 1991/1992 e 2012/2013), enquanto o Real Madrid venceu em 1974/1975.

Reuters
Miranda comemora o gol do título do Atlético de Madri

O jogo
Em confronto marcado pela rivalidade, Real Madrid e Atlético de Madri entraram em campo atentos desde o início. O treinador da equipe branca, José Mourinho, optou por começar a partida com o meio-campista Luka Modric na vaga do argentino Di María, deslocando Ozil para o lado direito. Cristiano Ronaldo, por sua vez, jogava na esquerda, enquanto Benzema cumpria função mais centralizada.

Com este sistema de jogo, o Real Madrid adotou postura ofensiva e buscou pressionar a saída de bola da equipe comandada por Diego Simeone. Apoiado pelos torcedores presentes no Santiago Bernabéu, o time branco se impôs diante do adversário nos primeiros minutos e cedeu poucos espaços em sua defesa.

Apesar da intensidade de seus jogadores, a equipe treinada por José Mourinho não conseguia criar oportunidades claras de gol. Cristiano Ronaldo, com sua habitual velocidade, tentava furar o bloqueio rival, mas não tinha êxito. Entretanto, aos 14 minutos, a história mudou. Modric cruzou escanteio no centro da área, o camisa 7 venceu disputa pelo alto com Godín e cabeceou para o fundo do gol.

O gol do atleta português mudou a postura do Atlético dentro de campo. Em busca do empate, a equipe alvirrubra adiantou suas linhas de marcação e concentrou boa parte de seus ataques no lado direito, onde o brasileiro Diego Costa dava grande trabalho ao lateral Fabio Coentrão. Já o Real Madrid, em vantagem no marcador, adotou postura mais cautelosa.

Reuters
Courtois, jovem goleiro do Atlético de Madri, fechou o gol no duelo contra o Real

Incomodado com a disposição defensiva do Real Madrid, José Mourinho reclamava com seus jogadores no banco de reservas, enquanto Simeone pedia para seu time ir ainda mais ao ataque. Um minuto depois de o treinador português chamar atenção de seus jogadores, aconteceu o empate. Aos 34 minutos, Falcao fez bela jogada no meio-campo, e lançou Diego Costa, que apareceu em velocidade e, de perna esquerda, chuta cruzado, sem chances para Diego López.

O Real Madrid aumentou sua presença no campo de ataque após sofrer o gol. A equipe branca quase retomou a vantagem no placar aos 42 minutos, mas o chute de Ozil acertou o pé da trave esquerda de Courtois.

Na volta dos vestiários, os treinadores optaram por não fazer alterações nas peças de suas equipes. A primeira chance de gol aconteceu aos 15 minutos, quando Filipe Luís recebeu bom cruzamento de Diego Costa e chutou de primeira, fazendo a bola passar muito perto do gol defendido por Diego López. Entretanto, foi o Real Madrid quem mais se aproximou de marcar o segundo gols nos minutos iniciais.

Em rápida resposta ao arremata do lateral brasileiro, Cristiano Ronaldo fez jogada individual pelo lado esquerdo e cruzou para área. A bola sobrou para Karim Benzema, que acertou a trave. No rebote, Ozil dominou e chutou forte, mas Juanfran corta em cima da linha de maneira incrível. Seis minutos mais tarde, foi a vez de o camisa 7 acertar a trave em cobrança de falta

Equilibrada, a partida seguiu em ritmo nervoso, com os dois times cometendo muitas faltas. Entre os 20 e 27 minutos, quatro jogadores receberam cartão amarelo, sendo três pelo Real Madrid (Khedira, Ozil e Sergio Ramos) e dois pelo Atlético de Madri (Diego Costa). Além disso, o árbitro Carlos Clos Gómez expulsou José Mourinho por reclamação no banco de reservas.

A equipe comandada por Diego Simeone ainda tentou pressionar o time da casa nos minutos finais e consegui sequência de escanteios. Todavia, assim como aconteceu durante o jogo interiro,a defesa do Real Madrid levou a melhor e conseguiu cortar todos os cruzamentos. Com isto, a partida terminou empatada por 1 a 1 no tempo regulamentar e foi para prorrogação.

Getty Images
Cristiano Ronaldo comete falta dura e é expulso

Prorrogação
Assim que retornou ao gramado para prorrogação, o Real Madrid contou com três alterações: Modrid, Benzema e Coentrão saíram para as entradas de Di María, Higuaín e Arbeloa. O atleta espanhol, que habitualmente atua como lateral direito, foi deslocado para jogar no setor em que o camisa 5 português atuou durante o tempo regulamentar.

Apesar das mudanças no time branco, foi o Atlético de Madri quem dominou as ações da prorrogação. Diego Costa teve chance de marcar aos quatro minutos, mas Diego López fez boa defesa. Entretanto, quatro minutos mais tarde, Koke desceu pelo lado direito e cruzou para Miranda. O zagueiro se antecipou ao goleiro Diego López e virou para a equipe alvirrubra.

Na segunda etapa, Ozil teve em seus pés a chance de empatar o jogo e levar para os pênaltis. O alemão recebeu passe de Di María e, sozinho dentro da área, chutou para bela defesa de Courtois. Ainda antes do término do jogo, Cristiano Ronaldo cometeu falta dura e foi expulso do jogo, gerando grande confusão em campo. Porém, o título ficou com o Atlético de Madri.

FICHA TÉCNICA
REAL MADRID 1X2 ATLÉTICO DE MADRI

Local: Estadio Santiago Bernabéu, Madri (Espanha)
Data: 17 de maio de 2013 (Sexta-feira)
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Clos Gómez (Espanha)
Auxiliares: Javier Aguilar e Pau Cebrián
Cartões Amarelos: Fabio Coentrão, Khedira, Ozil, Sergio Ramos, Cristiano Ronaldo, Essien, Di María (Real Madrid) Arda Turán, Diego Costa, Koke, Mario Suárez, Gabi, Miranda (Atlético de Madri)
Cartões vermelhos: Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Gabi (Atlético de Madri)

Gols:
Real Madrid: Cristiano Ronaldo, aos 14 minutos do primeiro tempo
Atlético de Madri: Diego Costa, aos 34 minutos do primeiro tempo, e Miranda, aos oito minutos do primeiro tempo da prorrogação

REAL MADRID: Diego López; Essien, Sergio Ramos, Albiol e Fabio Coentrão (Arbeloa; Xabi Alonso, Khedira, Modric (Di María), Özil e Cristiano Ronaldo; Benzema (Higuaín)
Técnico: José Mourinho

ATLÉTICO DE MADRI: Courtois; Juanfran, Miranda, Godín e Filipe Luis; Mario, Gabi, Koke (Raúl García) e Arda (Cristian Rodriguéz); Diego Costa (Adrián) e Falcao García
Técnico: Diego Simeone

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas