Ex-técnico da seleção brasileira disse em entrevista que pode assumir clube estrangeiro

Mano Menezes, treinador da seleção brasileira entre agosto de 2010 e novembro de 2012, disse nesta sexta-feira, em umas das primeiras entrevistas após sua demissão, que, pela maneira como foi dispensado, deixou "arrasado" o cargo mais cobiçado pelos técnicos brasileiros.

"É muito duro o trabalho de técnico da seleção, gera desgaste. Você entra literalmente de cabeça nesse projeto. É uma enorme responsabilidade tanto para o Brasil quanto para mim. Quando saí, da maneira como foi... saí arrasado", disse o treinador em entrevista à Rádio Bradesco FM. 

Leia também: Mano Menezes recebeu R$ 4,3 milhões para deixar seleção brasileira

Mano foi demitido após derrota por 2 a 1 para a Argentina no superclássico das Américas. A vitória nos pênaltis não foi suficiente para que José Maria Marin o mantivesse no cargo e cumprisse a palavra de garantir Mano até a Copa do Mundo de 2014.  

"Eu disse que volto a trabalhar no segundo semestre, mas não tenho definição se vai ser no Brasil ou fora dele. Existe a possibilidade de fazer uma saída e se essa possibilidade continuar é de minha preferência nesse momento. Estrategicamente devo aproveitar essa experiência na seleção para cruzar a fronteira. Técnico da seleção é muito visado internacionalmente. Mas também só vou fazer se a condição for boa", disse o técnico sobre seu futuro. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.