Balotelli é advertido a não deixar campo em caso de racismo

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

No domingo, o atacante do Milan foi novamente alvo de torcedores rivais que imitavam macaco, durante partida contra a Roma

Reuters

O presidente da Associação Italiana de Árbitros (AIA) disse que o atacante Mario Balotelli, do Milan, será expulso se deixar o campo mais uma vez em protesto contra manifestações racistas de torcedores.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Alessandro Garofalo/Reuters
Balotelli em jogo contra a Roma

"Todos têm liberdade para expressar suas opiniões, mas há regras. Quem deixar o campo para fazer um protesto, sem avisar o árbitro nem ser substituído, será expulso", disse Marcello Nicchi em entrevista exibida nesta sexta-feira pelo canal SkyTG24.

"Precisa ser dada menos importância a esse fenômeno como fato midiático, e mais importância do ponto de vista do que pode ser feito realisticamente, ser duro e inflexível com os idiotas que cantam esses coros vergonhosos."

Leia mais: Blatter lamenta racismo contra Balotelli em clássico italiano

No domingo, o atacante foi novamente alvo de torcedores rivais que imitavam macaco, durante partida contra a Roma. O jogo foi suspenso durante dois minutos, e os alto-falantes do estádio emitiram um aviso contra esse comportamento. Balotelli disse que esteve prestes a abandonar a partida, mas não fez isso para não causar dificuldades ao seu time. Ele afirmou, no entanto, que numa próxima ocasião vai sair de campo.

Leia tudo sobre: BALOTELLIRACISMOmilanfutebol mundial

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas